segunda-feira, 19 de junho de 2006

Imprevisibilidades

Há dias em que acordamos a horas porque até queremos mesmo chegar a tempo, saltamos da cama e corremos para a banheira. Já sabemos o que vamos vestir, porque o tinhamos programado na véspera, o que vamos calçar, porque tem que condizer com a roupa e até sabemos qual é o perfume que vamos colocar porque estamos com "aquele estado de espírito"... mas quando abrimos a porta do armário, deparamo-nos com o imprevisível: a camisa está com uma nódoa enorme, que não vimos quando a guardámos... mas a vontade é tanta que fazemos todos os esforços para tirar aquele mau presságio com cuidado, para não azarar o resto do dia, secamos com o secador de cabelo, porque é mais rápido e já está. Olhamos para o relógio... ups, já estamos dez minutos atrasados... corremos para a cozinha para preparar o pequeno almoço que vamos tomar de pé porque já não há tempo para mais e quando nos damos conta... o imprevisível seguiu-nos. Parte-se a chávena do café, aquela que até era de estimação e que sabemos ser insubstituível... agora estamos mesmo chateados... para além do mais ainda temos que limpar o chão e perder mais dez minutos... tentamos não deseperar, até porque nos espera um dia inteiro de trabalho e não podemos ceder ao mau humor pela manhã... durante o trabalho de "gata borralheira" cantarolamos baixinho "don´t worry, be happy" e fechamos a porta da cozinha como se nada se tivesse passado. Saímos de casa, aparentemente bem dispostos, mas sublimando o medo do que irá acontecer a seguir... toca o telemóvel... àquela hora não pode ser ele... ele está a dormir... atendemos novamente o chamado do imprevisível... "sou eu... era só para te dizer que te amo..."... e os lábios esboçam um sorriso que se estende até à alma...

10 Comments:

Blogger pintoribeiro said...

Passei, conheci, gostei. Bjinho.

6/19/2006  
Blogger Utzi said...

Muito obrigada grhiba... espero que passes mais vezes :)

Um beijinho

6/19/2006  
Blogger Ana Luar said...

Há dias em que mais vale não sair de casa... valha-nos o amor!

6/19/2006  
Blogger Utzi said...

De todas as imprevisibilidades da vida, o amor é a mais doce...

6/19/2006  
Blogger Isa Calixto said...

Afinal sempre existem imprevisibilidades que valem a pena...e o dia passa em alma serena, nem que o mundo vire do avesso...

;D
Beijinho para uma boa semana

6/19/2006  
Blogger digoeu said...

é mais seguro tomar o café fora de casa!!
ainda bem que a chamada trouxe boa nova!
obrigada pela visita!!
;)

6/19/2006  
Blogger the postman said...

Esse sorriso que se estende até à alma é uma coisa preciosa demais... é mesmo o tipo de coisas cujas palavras são insuficientes para o exprimir. No entanto, ao ler o que escreveste, consegui sentir o valor desse sorriso. São estas pequenas coisas que, quando menos esperamos, fazem com que um dia não seja em vão.

Obrigado pela visita e pelo elogio :) Foi uma 'pequena' coisa que me deixou feliz. Gostei do teu blog e voltarei***

6/20/2006  
Blogger Utzi said...

isa calixto, porque é que tudo o que escreves é naturalmente bonito? Muitos beijinhos e obrigada pela visita :)

digoeu, acho que o café valeu a pena... talvez se o tivesse tomado em casa, tivesse saído a horas e chegado a tempo ao trabalho... não estivesse disponivel para atender aquela chamada do imprevisível...:) beijinhos e obrigada pela visita!

the postman, era mesmo isso que eu queria transmitir com este post... a importância das pequenas coisas. Obrigada pelas palavras que me deixaste e podes contar com as minhas no teu blog :)

6/20/2006  
Blogger Jaime said...

Gostei do final do post. :-)

Jaime
www.blog.jaimegaspar.com

6/21/2006  
Blogger Utzi said...

jaime, acredita... eu também! :)

6/22/2006  

Enviar um comentário

<< Home