quarta-feira, 2 de agosto de 2006

Desculpem se vos enganei.
Afinal não era luz o que eu via pela janela.
Era apenas uma sombra fingida.
E o quarto que me parecia iluminado
Está hoje na mais dolorosa escuridão.

Não sei quando volto.
Beijos a todos e obrigada por todas as palavras que foram aqui deixando.

8 Comments:

Blogger nointeriornorte said...

voltas breve... bem breve... ainda que nem tu calcules o quando... mas será hoje, amanhã... ou agora!
voltarás porque sim... Porque és parte de NOS!

Um beijo simples... aguardando teu regresso!

Paulo

8/02/2006  
Blogger an ordinary girl said...

Eu guardo-te comigo. A tua volta é por isso, um regresso...

Um beijo de quem te espera sempre.
Pq eu gosto muito de te ler e de saber de ti!!!

8/02/2006  
Blogger the postman said...

Até dos nevoiros que mais teimam em parecer cerrados, surge, de rompante, uma luz, mais que branca e mais que franca. E que nao cabe numa so janela!
A tua escuridao tambem me doi, pois, do fundo do coracao, desejo que estas palavras facam ricochete e se escrevam exactamente ao contrario.
Volta depressa. Virei sempre à tua procura!

8/02/2006  
Blogger little_blue_sheep said...

...cá estarei...
*

8/02/2006  
Blogger mimi said...

teste 1 2 1 2

8/03/2006  
Blogger mimi said...

olá!! criei um blog só para poder comentar o teu lol it's me, me, mimi!!
your brother that loves you very much :)

és a mais linda delas todas
a mais boa
a que canta melhor
a que tem as roupas channel
és mai linda k a merche!! e não és da barraca:)
e há resmas mas resmas de gajos atrás de ti que eu sei, conheço muitos!!
ó, é só estalar o dedo. pluf pluf

shake it off

volta depressa, my love, que eu parto para o alentejo para ver a alison mas o meu coração fica contigo :*

8/03/2006  
Blogger Jaime said...

O que é que se passa para surgir um poema triste?

Jaime
www.blog.jaimegaspar.com

8/08/2006  
Blogger Utzi said...

Obrigada a todos pela força que me deram. É bom saber que há quem se preocupe connosco, principalmente nas alturas em que aqueles que pensávamos que mais nos queriam bem, revelam o seu verdadeiro rosto. Uma coisa vos digo, ninguém conhece ninguém... e em alguns o lado oculto é bem mais escuro do que poderia parecer. Pena só o percebermos tão tarde... Beijos.

8/10/2006  

Enviar um comentário

<< Home