segunda-feira, 11 de setembro de 2006



"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi
junto do mar"

Sophia de Mello Breyner Andresen

14 Comments:

Blogger teorias said...

É engraçado como os momentos vividos junto ao mar são... calmos... inspiradores... serenos! Como nos sentimos bem com o sussurrar das ondas... com a areia macia... o sol que se põe... com o aroma da maresia!
Acho que gostaria de viver mais momentos junto ao mar!

9/11/2006  
Blogger O Autor® said...

Aquando do meu momento fatídico (espero que não seja em breve :)) vou ter com a Sophia e pedir-lhe para me levar nesses momentos de viagem!Por alguma razão o meu blog chama-se Mar e Viagens.

Lindo....Utzi...mais uma vez sempre a marcar pontos.

www.mareviagens.blogspot.com
Últimos posts 11/9

9/11/2006  
Anonymous romeng said...

O mar e todos os sentimentos que transmite assemelham-se a muitas das sensações que os teus post's transmitem um após o outro. Lembra também tudo que te caracteriza e que fascina quem te conhece.

By the way, não consigo deixar de ouvir Antony & the Johnsons.. também tem muito de "mar".. :)

Beijos *

9/11/2006  
Blogger little_blue_sheep said...

:)

9/12/2006  
Blogger Et said...

Adoro o mar e tudo o que ele transmite! Gostava de poder vê-lo e senti-lo mais vezes...
Frase bem escolhida... como sempre! ;)

9/12/2006  
Blogger Vanda Baltazar said...

Olá :)

Grande verdade, agora que as ferias terminaram, que o Verão finda, a minha grande nostalgia é exactamente o tempo que ficarei privada dele...vê-lo ao longe não chega e senti-lo de fugida também não :)

Mar, mar, mar :)

Um beijinho, neste meu regresso a terra :)

Vanda

9/12/2006  
Blogger Pedro Viegas said...

Quando esse dia chegar, serei espuma de mar.Percorrerei oceanos de vida, e encostarei num banco de areia, olhando o céu.

9/12/2006  
Blogger O Autor® said...

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.


Eugénio de Andrade

"É urgente um barco no mar"

9/13/2006  
Anonymous Sedutora said...

Vem visitar-me aqui ... www.pnet.pt

9/13/2006  
Blogger o alquimista said...

...vive, sente, não há momentos não vividos, apenas sonhos, fogos fátuos...

Doce beijo

9/13/2006  
Blogger Johnny said...

Alguém me explica komo uma senhora destas pode ter sido mãe dakele sisudo, mal-disposto k komenta na TVI?!

9/13/2006  
Blogger Utzi said...

Teorias, como eu te percebo... Beijos

O autor, ainda bem que apreciaste a escolha. Tb adoro Eugénio de Andrade, agora digo-te eu que marcaste pontos :) *

Romeng, como sempre palavras cheias de amizade que muito agradeço. Ainda bem que ajudei a aprofundar os teus conhecimentos musicais :) Beijos

Beijo pa ti, Little blue sheep :)

Et, mais um gosto que partilhamos :) ah, gostava mais ainda da outra foto! Beijinhos

Vanda, espero que as férias tenham sido revitalizantes :) Beijos

Pedro viegas, obrigada pela tua visita :) volta. *

Sabes, o alquimista, eu penso q existem momentos em que nos esquecemos de viver, adormecemos das sensações reais e deixamo-nos dormir... acredito que não te aconteça muitas vezes e fico feliz por isso :) Beijo

Johnny, não sei do que falas... *

9/14/2006  
Blogger Filipe said...

É no mar que mais sentido tudo faz... nao ter sentido!
É no mar... que nos libertamos do ar que nos envolve... aprisionando-nos ao seu fundo!
É no mar que nos afogamos no sal que choramos...
É no mar que nos revemos nos sorrisos das ondas...
A vida é isso mesmo... um instante de instantes... é um mar de ondas... que vagueiam sem rumo... mas com um destino comum.
Instante a instante... onda a onda... quando eu morrer... voltarei... para o meu mar levar.

Utzi, o Johnny falava do Miguel de Sousa Tavares... cujo pai tb é sobejamente conhecido ;)

9/14/2006  
Blogger Utzi said...

Filipe, para além de agradecer as tuas belas palavras, agradeço a informação sobre a árvore genealógica das nossas figuras públicas :) de facto não vejo televisão e não leio revistas, por isso esses graus de parentesco passam-me um pouco ao lado. Seja como for, admiro a inteligência e perspicácia do Miguel Sousa Tavares, apesar de o achar algo arrogante como pessoa.

Das suas obras conheço "O Equador", obra que considero uma das melhores que já li. Bom, aqui fica a sugestão cultural para todos :) Beijos

9/14/2006  

Enviar um comentário

<< Home