terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Complicações...

O relógio marcava as onze e meia da noite.

Estava cansada, mas não conseguia adormecer. Dava voltas e voltas na cama, imitando as voltas que davam os pensamentos na sua cabeça. Pensava nele. Onde estaria ele? O que estaria ele a fazer? Pensaria em si também? Era difícil compreendê-lo. Ele falava pouco, estava sempre fechado sobre si próprio. Gostaria de ter a chave para aquele homem complicado.

Talvez devesse ligar-lhe. Ou talvez não. Amanhã iria ganhar coragem e convidá-lo-ia para sair. Ou melhor, para almoçar. Sim, um almoço não compromete ninguém. Ou seria melhor um jantar? Não, um jantar era demasiado íntimo. Se calhar um lanche não era pior... mas um lanche... nem toda a gente lancha, ele se calhar nem gostava de lanchar. Havia sempre a hipótese de um simples café, mas isso era muito curto, depois não dava tempo para conversar...


... Deu mais duas voltas na cama e resolveu não pensar mais no assunto. Ele era complicado demais...

26 Comments:

Anonymous Constança said...

Ás vezes desistimos assim bem facilmente... Mas, as pessoas são sempre complicadas, eu sou tão complicada! E até que acho interessante a fase do conhecer, do aproximar... aí temos sempre tudo para dar, nada a perder... Não será?

1/23/2007  
Blogger Juro said...

Homens complicados complicam-nos!
Nem sempre vale a pena.

1/23/2007  
Anonymous white angel said...

Não concordo pois considero que também há raparigas de abordagem complicada, a verdade é que todas(como se tivessem sido muitas) as pessoas que tive ao meu lado nunca ponderei muito a abordagem, limitei-me a fechar os olhos e acreditar que seria possivel, sempre tendo presente que teria de lidar com a perda...
Adorava ter a possibilidade de um dia falar disto horas...mas a verdade é que não há fórmulas, não há truques nem magia...pois somos todos diferentes, emoções diferentes, sensibilidades diferentes...
A vida é uma loucura, e nós estamos cá para a viver!
Beijos e abraços...
Vale a pena reflectir se é melhor o almoço ou o café.
Quanto a mim o café é menos comprometedor pois se não correr bem e não houver conversa há sempre a desculpa de que temos algo ou alguém à nossa espera...
Beijo Utzi as tuas histórias são semelhantes a algumas reflexões minhas...
Obrigado!

1/23/2007  
Blogger o alquimista said...

Então coisa linda, o pior que podemos ter é...dúvida, entre fazer e não o fazer o melhor é saber rexactamente o que pensam os outros dos nossos anseios...e já agora ditoso aquele por quem bate o teu coração...

Doce beijo

1/24/2007  
Blogger Utzi said...

Ora, não querendo complicar e já descomplicando, aqui vai o meu comentário a todos: este texto baseia-se numa história fictícia e personagens inventadas. No fundo, pretendia demostrar o quanto complicamos coisas simples, como um simples convite para sair, acabando por colocar as culpas das nossas complicações e medos na outra pessoa e no quão complicada ela "é"...

Portanto, para os que andam por aí às voltas com pensamentos complicados, chega de pensar, senão ainda ficam tontos! Toca a agir!

Beijinhos a todos :)... e boa sorte!

1/24/2007  
Blogger Just an ordinary girl said...

Prefiro a palavra: complexos!
E isso, somos mesmo todos!

E gostei do teu texto e da mensagem: ela a complicar algo tão simples e a pensar nele como o complicado...

Confesso, estou sempre a ir por aí, tb!!
:)

Beijinhos, utzi!

1/24/2007  
Blogger PavlovDoorman said...

De facto a menete humana tenta sempre aplicar a culpa a terceiros, pois mais complicado seria admitirmos a nossa própria culpa...

Beijinho

1/24/2007  
Blogger PavlovDoorman said...

Ups nas palavras anteriores menete era para ser mente. Nada de pensamentos complicados.

1/24/2007  
Blogger NaLua said...

Utzi...

as paixões à primeira vista, e a incerteza da recíprocidade acerca dos sentimentos que nutrimos por outrém, são uma merda. Não São?

Beijo e gostei aqui do teu poiso.

1/24/2007  
Blogger Topo de Gama said...

Anda complicada a tua nuvem, nao?? :)

Bjins..

1/24/2007  
Anonymous Guilherme F said...

Passei por acaso e demorei na leitura. Gostei da simplicidade das palavras e dos sentimentos.
Gostei!
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

1/24/2007  
Blogger anrasaxa said...

complicados?? ui, são os mais apeteciveis ;)

1/24/2007  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Ninguem eh complicado demais, diante de um sentimento.
Tome dianteira, e o convide. De um modo simples, direto, terno, para um cafe e bate papo.
Voce vera que vai descobrir que ele nao eh tao dificil.
Beijos
MARY

1/25/2007  
Blogger Utzi said...

Constança, também acho essa fase inicial, a chamada "fase de sedução", muito interessante. É, no fundo, a fase dos sinais, na qual tudo importa, tudo tem grande significado :) Sem dúvida das melhores fases do enamoramento. Beijinhos para ti

Juro... sim, também tens razão, nem sempre vale a pena! Beijos

White angel, todos somos complexos, não queria colocar o ênfase no sexo masculino, antes pelo contrário, nesta história ela é que complica e não ele... quanto à escolha do primeiro encontro, acho que depende muito das pessoas e da relação que já estabeleceram. Obrigada pelas palavras e um beijo grande para ti :)

O alquimista :) de facto lidar com a dúvida é algo difícil, mas ao mesmo tempo inevitável... mas, já agora, e para que não restem dúvidas, o meu coração neste momento bate sozinho. Beijos para ti :)

Fátima, acho que todos nós somos um pouco assim... Beijinhos e obrigada pelas palavras, querida :)

Pavlovdoorman... não senhor, nada de pensamentos complicados... mas lá que foi uma "barrigada de riso" foi! Beijinhos :)

Nalua, bom, eu não diria dessa forma ;) mas percebo-te. Obrigada pela visita e pelo comentário, espero q voltes. Um beijo :)

Topo de gama, olha que não... olha que não... tu é que tás a complicar! Beijinhos :)

Guilherme f, obrigada pelas palavras e pela simpática visita. Volta. Beijinhos :)

Anrasaxa, há gostos para tudo... e ainda bem que assim é :) Beijos

Poemas e cotidiano, obrigada pela visita e palavras deixadas. O texto não se referia a mim. Os textos q escrevo são sempre baseados em ideias, pensamentos, inspirações do momento, histórias q conheço, sentimentos... enfim, tudo um pouco. Beijinhos e volte :)

1/25/2007  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Lanchar é bom. :)

1/26/2007  
Blogger Utzi said...

Klatuu o embuçado, é. Principalmente quando se tem fome. :) Beijo

1/26/2007  
Blogger El-Gee said...

as vezes perdem-se tantos amores por insegurança...orgulho..aversão ao risco..

e se "ele" estivesse a pensar nela?

Tudo se perdeu. que tragédia!

(Já agora, adorei o comentário do white angel)

1/28/2007  
Blogger Utzi said...

El-gee, sem dúvida. Obrigada pela visita e pelo comentário :) Volta.
Um beijinho

1/29/2007  
Blogger Maria João said...

Faz parte da essencia humana buscar alguma complicaçao... penso que isso dá sempre mais luta e espicaça a vontade de conquista... mas é tao infinitamente bom quando as coisas são puras, claras, simples e cristalinas!

1/29/2007  
Blogger Utzi said...

Maria joão, também concordo contigo. A complicação e a dificuldade podem ser desafiantes e até positivas do ponto de vista do desenvolvimento, desde que não sejam inibidoras da acção. A simplicidade, faz-nos sempre pensar que algo mágico está a acontecer :) essa sensação é, de facto, muito boa.

Beijinhos para ti, linda.

1/29/2007  
Blogger Francis said...

e então, ganhaste coragem ou não ?

1/29/2007  
Anonymous Anónimo said...

Pensamos demais por vezes não é? e depois vemos filmes como o Blood Diamond e relativizamos tudo com uma facilidade incrivel...

...Um beijo enorme à doce utzi, que nos convida a viajar com a sua escrita

Esteleve

1/30/2007  
Blogger Jaime said...

O excesso de complicações é paralisador. Talvez devesse simplesmente convidar. Dê no que dê.

Jaime
www.blog.jaimegaspar.com

1/30/2007  
Blogger Utzi said...

Francis... sem comentários :) Beijo

Esteleve, também vi esse filme este fim de semana... concordo plenamente contigo. Outro beijo para ti, amiga.

Jaime, tens razão, talvez devesse...
Gostei de te ver por cá :) Beijos

1/30/2007  
Blogger Carol Barcellos said...

A postagem é antiga, e só cheguei agora. Mas valeu a pena. Vem cá, Utzi, você por acaso instalou um programa secreto no meu cérebro, e estás a espalhar pra todo mundo o que penso? Hahahaha!!!

Fato é que amo um complicado, e agora ele me disse que renuncia ao meu amor, pq não se acha a minha altura...lindo! Agora eu o amo mais ainda! Quem sabe eu não acho umas dicas nos teus poemas, hein?

Beijos!

11/29/2007  
Blogger nuvem said...

Carol, isso tá mesmo complicado! :) Espero que os poemas ajudem... Mas o melhor é mesmo ouvir os sussurros do coração ;) Um beijo grande

11/29/2007  

Enviar um comentário

<< Home