segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

Sorriso


Naquele sorriso, o mar perdia-se de vista
E as gaivotas voavam livres...
Queria dançar naquele sorriso,
Rir e chorar naquele sorriso,
E depois adormecer cansada
E sonhar... sonhar até ser madrugada...









Imagem "Fall asleep" retirada de www.deviantart.com/

21 Comments:

Blogger dona do "stander" said...

...sonhar com esse sorriso! :)

Realmente muito bonito.
Excelente para começar uma nova semana.

beijinhos

1/15/2007  
Blogger An Jo said...

Como é que te entendes com o plágio?

Poderá o leitor fazer utilizar a tua poesia para dedicar a quem ama?

Para ti Mário Ruopolo tem razão: A poesia não é do poeta (poetisa neste caso), mas de quem precisa dela?

1/15/2007  
Blogger Utzi said...

Dona do stander, obrigada e um beijo enorme para ti :)

Anjo, fico feliz por alguém querer usar aquilo que escrevo para dedicar a quem ama... e isso não é forçosamente um plágio, mas sim uma citação... desde que não te esqueças de me fazer menção nessa dedicatória.
Beijinhos e obrigada

1/15/2007  
Blogger An Jo said...

Quando encontrar quem amo.
Isso nao tenhas problema. O seu a seu dono. Já leio o blog há bastante tempo.
Não comento porque, os poemas têm a sua vida e não nos devemos meter na vida de ningume.
Só uma questao: tens algum livro publicado?

1/15/2007  
Blogger Utzi said...

Anjo, se não comentas, devias. As tuas palavras são benvindas, tenho muito gosto em lê-las :)
Não tenho nenhum livro... quase tudo o que escrevo está aqui mesmo, neste blog. Tenho algumas coisas que nunca partilhei aqui, mas essas, permanecem comigo, são demasiado pessoais.

Mais um beijo

... espero que encontres esse Amor brevemente... ou quem sabe ele te encontra a ti :)

1/15/2007  
Blogger Ana said...

Tão bonito...

:-)

1/15/2007  
Anonymous R. said...

Perdeste-me a partir do terceiro verso dear Utzi, mas até aí gostei muito.

1/15/2007  
Blogger Utzi said...

Ana, obrigada e um beijo grande para ti :)

R., que posso fazer se te perdi?... Espero voltar a encontrar-te algures...
Beijos

1/16/2007  
Blogger o alquimista said...

Esse sorriso deve ser orvalhado com gotas de luz...!

Doce beijo

1/16/2007  
Blogger .*.Magia.*. said...

São esses sorrisos que nos marcam!
São esses sorrisos que mais nos fazem sorrir, mesmo em saudade!

Até outra magia...

1/16/2007  
Blogger Luiz Carlos Reis said...

Utzi,

"Sorrir com os olhos..." tantos minutos que contamos e sempre inspira-nos belos contextos: O sorriso.


Um beijo e um sorriso para tí!

1/16/2007  
Blogger Giraluas said...

Sabias que é de madrugada que nascem os sorrisos? Um sorriso é a réstia, a memória fisica do sonho que se sonhou. Ou do sonho que se acabou de viver... Ou do sonho que se vai viver...mal o crepusculo caia de novo.

1/16/2007  
Blogger PAULO SANTOS said...

Minha mais doce nuvem...minha querida amiga!
Há bloggs aonde busco equilibrio....
Entre a amargura que me faz postar o negro e a branquidão do desejo ou o verde da esperança!!!!
Como este teu espaço!
Aonde entro e me sento para admirar!
Podes até pensar que são palavras bonitas que te digo para te "conquistar" ou envaidecer...
Não! é apenas a pura realidade!
Este teu post é exemplo disso!
Dizes em meia duzia de linhas aquilo que tenho que usar uma epistola para dizer...
E sabe-me tão bem!!!!!

Um beijo
teu amigo

Paulo

1/16/2007  
Blogger tonsdeazul said...

No sorriso de alguém espero me encontrar...

1/16/2007  
Anonymous R. said...

Oh I don't know... usually I would say "Try harder.." but in this case it's not a question of trying and more a question of listening. You're still trying to write when you should be trying to listening.

I wish you well.

1/16/2007  
Anonymous R. said...

* trying to listen.

1/16/2007  
Anonymous romeng said...

vês como não sou o único:p estamos todos desejosos de saber a data de lançamento do teu grande livro:))

O poema quase que dispensa comentários.. mas não resisto.. :p está lindíssimo como sempre;)

Um beijinho gande!

1/16/2007  
Blogger Sandro said...

Podias adormecer naquele sorriso...

1/16/2007  
Blogger Utzi said...

O alquimista, de facto era... era lindo aquele sorriso, indescritivelmente lindo... :) Pena que eu nunca mais o tenha visto... mas fica a recordação... Beijos

Magia obrigada pela visita. Beijos

Luiz carlos reis... um beijo muito grande para ti, obrigada pelo teu sorriso.

Giraluas... :) muito bonito o que escreveste. Mil beijos para ti

Paulo santos... sempre gentil :) obrigada pelas palavras amigas e pelo incentivo.
Um beijo grande para ti.

Tonsdeazul... também o espero :) Beijinhos

R. Once more, thank you for your wise advice. My regards.

Romeng, qualquer dia faço "uma espécie" de livro só para os amigos, pode ser? heheh :p
Obrigada pelo carinho, Sr. Eng.º, que mesmo ocupado nas suas mais recentes obras, arranja um bocadinho para visitar esta humilde nuvem ;)
Mil beijos para ti.

Sandro... pois podia... quem sabe não terei mesmo adormecido por uns tempos...? Beijos :)

1/17/2007  
Blogger Careca said...

O SORRISO

Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nú dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso.

Eugénio de Andrade

1/17/2007  
Blogger Utzi said...

Careca, lindo poema... Gosto imenso de Engénio de Andrade e não me lembro de alguma vez ter lido este poema... :) Obrigada pela partilha.

Beijos

1/17/2007  

Enviar um comentário

<< Home