sexta-feira, 9 de março de 2007

Perdidos de nós

Antes ou depois, tanto faz.
O tempo já não conta para nós.
Da guerra só nos resta a paz.
Estamos longe, estamos sós.
Filhos de um futuro incapaz.
Estamos perdidos de nós...

14 Comments:

Blogger fairybondage said...

(Lindo o teu poema!!!)

Sinto-me muitas vezes
perdida de mim...
Nestes dias
que amanhecem frios
pequenos
sem luz
nestes rios
que os nossos olhos
semeiam
no vento
na alma...

Mil beijinhos

3/09/2007  
Blogger tonsdeazul said...

Hoje não me sinto perdida, mas por vezes tenho essa sensação...
um beijinho

3/12/2007  
Blogger Barão da Tróia II said...

Excelente. É isso que me assusta, boa semana

3/12/2007  
Blogger Ana said...

O tempo só deixa de contar quando se morre...

Beijos, gostei muito :-)

3/12/2007  
Blogger Francis said...

de um futuro incapaz, ou de um passado incompetente ?

3/12/2007  
Blogger Utzi said...

Fairybondage, há dias assim, há mesmo vidas assim... Beijinhos

Tons de azul, um beijinho também para ti :)

Barão da tróia... a mim também... Beijos e boa semana :)

Ana, também é verdade.
Beijinhos e obrigada.

Francis, talvez ambos. Beijos

3/13/2007  
Blogger Enfim... said...

essa ta boa gostei pouco mas bom.Beijinhos

3/13/2007  
Blogger vinte e dois said...

"Da guerra só nos resta a paz"

Adorei o poema todo, mas gostei principalmente desta frase. Transmite a ideia que se cansaram de lutar um contra o outro e que agora vivem em harmonia mesmo estando longe ;)

3/14/2007  
Blogger Utzi said...

Enfim, obrigada pela visita, espero que apenas a primeira de muitas, e pelas palavras deixadas. Beijinhos

Vinte e dois... gostei da tua interpretação :)... as palavras podem ter tantos significados... Mil beijos

3/14/2007  
Blogger teorias said...

Tantas e tantas vezes me tenho perdido de mim... que ultimamente tenho pensado comprar um mapa com a minha localização ;)

Bjs

3/15/2007  
Blogger Utzi said...

Teorias, aí está uma ideia original! :) Beijinhos

3/15/2007  
Anonymous Constança said...

Estar sem rumo arrepia...


Beijinho Utzi*

3/15/2007  
Blogger Utzi said...

É verdade... arrepia... gela... mata por dentro... Beijo

3/15/2007  
Anonymous intruso said...

"Brindo" a este poema!

3/17/2007  

Enviar um comentário

<< Home