quinta-feira, 10 de maio de 2007

Queda


Sinto-me cair num poço sem fundo,
Sinto-me tocar as entranhas do mundo...
Desci uma escada que não sobe mais,
Perdi-me da vida num porto sem cais...

Deixo-me afogar na água transparente,
Desejando - enfim - gelar meu coração dormente.

10 Comments:

Blogger SentidoS said...

Olá Utzi!
Perfeito sentimento ardente, nostalgicas palavras, sentir dolente, queda abrupta no vazio a tua alma, vagueia adormecida, no sentir dormente pensamento. A tristeza emana neste poema, força e ânimo minha amiga, verás que ultrapassas este dormente dilema. Um bom fim de semana.

Beijo Sentido

5/10/2007  
Blogger sonhadora said...

Palavras salpicadas com o orvalho da manhã.
Beijinhos embrulhados em abraços

5/11/2007  
Blogger Putty Cat said...

Utzi!

Tenho algo para ti, no meu espaço!

Beijo

PCat

5/11/2007  
Blogger An Jo said...

E já caiste na doçura de um abismo?

5/11/2007  
Blogger Cris said...

Já me afoguei assim... Muito bem escrito, Utzi.

Beijinhos e Bom Wk

Cris

5/11/2007  
Blogger borrowing me said...

nada como o calor para derreter o gelo
mas não te deixes afogar
não há nada que o mereça

bjs e bom fim de semana

5/11/2007  
Blogger anamoris said...

Todos temos momentos assim, nem todos sabemos é escrever como tu.
Beijos minha Linda

5/11/2007  
Blogger Utzi said...

Sentidos, obrigada pelas ternas palavras. Um beijo :)

Sonhadora, um beijinho e espero que tragas mais palavras frescas como estas que aqui deixaste :)

Putty cat, obrigada :) Fico feliz e lisonjeada com o teu gesto.
Um beijo muito grande.

Anjo, também já... :) Beijo

Cris... então conheces o caminho de volta, espero ;) Beijinhos

Borrowing me, por vezes não conseguimos mesmo evitar... um beijinho :)

Anamoris, ainda bem que também temos momentos em que nos deixamos simplesmente flutuar ao sabor da maré, sem medos... :) Beijinhos

5/11/2007  
Blogger Rogermad said...

Um porto sem cais e com fc é o grandioso...

FCPORTO!

5/11/2007  
Blogger Utzi said...

:) Eu sou benfiquista... de gema mesmo. Beijinhos

5/12/2007  

Enviar um comentário

<< Home