segunda-feira, 16 de julho de 2007

Presa dentro de ti

Solta-me!
Não me prendas dentro de ti...

Definho a cada segundo
Nesta cela onde me escondes.

Só de ti me alimento,

Só o teu corpo é meu sustento...

Não vês que de mim vou morrendo?

Que o meu coração pouco a pouco
Vai esmorecendo?
Que as amarras apertam as feridas
Que cada vez mais vão doendo?
Por favor, solta-me...
Se alguma vez o teu beijo
Foi soprado pela alma,
Se algum dia me amaste
Um nada que seja,
Se em algum ínfimo minuto
Foste vida em mim,
Não me deixes morrer assim,
Presa, dentro de ti...

Imagem retirada de http://olhares.aeiou.pt

11 Comments:

Blogger Putty Cat said...

Mas...

essa decisão não cabe à própria pessoa?

não é ela que tem de dar um murro na mesa e dizer BASTA!!

Mas, por vezes, as pessoas gostam de se manter amarradas, não é? Mesmo não admitindo...mas tb te digo, que é só até um certo dia.

O murro tem de sair e a mesa tem mesmo de abanar.

Beijo.

7/16/2007  
Blogger cm said...

...abrir a mão para que se possa voar de corpo e alma...

7/16/2007  
Blogger Francis said...

credo...que coisa tão gráfica.

7/16/2007  
Blogger Brain said...

Utzi,

Prisão...
Consentida!

Beijo.

7/16/2007  
Blogger Constança said...

E por vezes, para além de presos nos outros, ainda nos prendemos em nós. Há que desfazer essa encruzilhada. :)*

7/16/2007  
Blogger PAULO SANTOS said...

Desculpa.... Não trago palavras....
Apenas silencio....
Vim pagar uma promessa feita no Interior....

Um beijo

Paulo

7/16/2007  
Anonymous madrugada said...

Vir,
e
Ir.

;)

7/16/2007  
Blogger Sandro said...

Sê meu amigo...
e deixa-me!
Gosta de mim...
e solta-me!
Não vês que me tenho presa a ti?
Abre os olhos para veres os meus...
...agora abre a mão... deixa-me voar!

7/17/2007  
Blogger Utzi said...

Putty, tens razão, é só até um certo dia... Beijinhos :)

Cm, só assim vale a pena voar, de corpo e alma... Beijo

Francis, creido é munto beato, fica-te a matar ;) Beijo

Brain, como diz a Putty, até um certo dia... :) Beijo

Constança, é verdade, muitas são as amarras que nos prendem, algumas apertadas pelas nossas próprias mãos... Mil beijinhos

Paulo santos, por onde é que tu andavas?... Espero que não voltes a desaparecer... Beijo grande

Madrugada... :) Beijo

Sandro, gostar é isso mesmo :) Beijo

7/17/2007  
Blogger tonsdeazul said...

Belas palavras, mas...
Solta-te dele, lindinha. :)

7/17/2007  
Blogger Utzi said...

Tons de azul, eu não, o sujeito poético :) Beijo

7/17/2007  

Enviar um comentário

<< Home