terça-feira, 31 de julho de 2007

Coração abandonado

Bate
Forte

Bate

Louco

O coração

No peito rouco

Grita

Forte

Grita

Louco

Mas o grito

É sempre pouco

Bate

Bate

Bate
e chora
Grita

Grita

A toda a hora

Sofre tanto

Bate

Em pranto

Grita
Rouco

Bate

Louco

Desvairado

Coração
Abandonado

Bate

Bate

Bate
e grita
De tão louco

Grita

Rouco

Mas o grito

É sempre pouco

Não se ouve

Bate

Bate

Forte

Magoando o peito oco

8 Comments:

Blogger cm said...

força, ritmo...pulsar de um coração subindo pela escala do sentir...até que se faça ouvir...
há força nos teus ultimos posts, como um despertar iluminado por uma força que se impõe...as palavras são directas...rasantes..há um tom imperioso...

um abraço

8/01/2007  
Blogger .:mÁrCiO:. said...

no comment lol fiquei sem palavras

8/01/2007  
Blogger mitro said...

Lindo poema!
(subscrevo)

8/01/2007  
Blogger Avusa said...

sabes, comecei a ler o teu texto com uma inspiração e só consegui expirar quando o acabei!!!
Deixaste-me sem fôlego…

Lindo!

8/02/2007  
Blogger tonsdeazul said...

Ehehe
Está giríssimo parece que está mesmo ao rítmo do bater do coração.

8/02/2007  
Blogger JoaoR said...

A Minha primeira visita aqui, e pronto.
Gostei
Poético, e sonante.

Parabéns

8/20/2007  
Blogger NeLiNhA said...

gritar também faz bem ao coração, principalmente a um abandonado e magoado!!!

8/23/2007  
Blogger João Filipe Ferreira said...

eu e pedro lopes do site www.luso-poemas.net estamos a pensar fazer uma antologia 100 autores, 100 poemas pela ecopy. Neste projecto cada autor participa com 1 texto. O unico custo que terá é comprar 1 livro, ou seja terá o preço de 12 euros. é um livro que pode estar em qlq loja que qualquer autor arranje para além das muitas lojas onde está presente, pensei em a convidar, se quiser será um prazer:)
pode responder para pedro_lopes777@hotmail.com
beijinho

8/27/2007  

Enviar um comentário

<< Home