terça-feira, 18 de setembro de 2007

Louca



Deixas-me louca

Quando com o teu olhar beijas a minha boca...







Foto de Roman Kasperki

18 Comments:

Blogger Francis said...

ena cum caneco, até tremi...

a menina aguente-se pá...





lucky bastard.

9/18/2007  
Blogger carteiro said...

E não são precisas mais palavras! Dizem que vale mais uma imagem que mil palavras... e então um olhar? Não vale, tantas vezes, mais que mil imagens? :)

9/18/2007  
Blogger Utzi said...

Francis, só tu... hehehe :) Beijo

Carteiro, se vale! Beijo

9/18/2007  
Blogger Putty Cat said...

Por vezes, um olhar equivale às palavras que não se proferem, aos beijos que não se dão.

E por vezes, é tão mais importante.

Beijo

9/18/2007  
Blogger Utzi said...

Putty cat, é verdade :) Mil beijos

9/18/2007  
Blogger cm said...

beijar...de olhar poisado sobre os lábios....
há de facto olhares com sorte...

um abraço

9/18/2007  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Nem sei que diga.

A foto é linda.

bjinhos

9/18/2007  
Blogger pn said...

fascinium ---» malefício transmitido através do olhar...

9/18/2007  
Blogger Brain said...

Quando os sentidos se cruzam,
Roubam o lugar uns aos outros,
Provocando uma mescla de sentires,
Com origens dispares do que seria normal,

Como que dá-se a explosão do ser,
Nos sentires desconcertados,
Por sentidos provocados,
Em sentires "desfocados".

Utzi,
Simples,
Mas no entanto,
"Potente"!
Bem ao teu estilo,
Que eu tanto gosto.

Beijo

9/18/2007  
Blogger Utzi said...

Cm... :) Um beijo

As velas ardem até ao fim, nem precisas de dizer nada, desde que tenhas sentido alguma coisa... :) Beijinhos

Pn, excelente comentário :) Beijo

Brain, sempre belas as tuas palavras :) Obrigada. Beijo

9/18/2007  
Blogger NeLiNhA said...

hmm, é de morrer quando nos despem e beijam só com um olhar!!! :p

9/18/2007  
Blogger Pedro Branco said...

Tanto a maré se desfez que acordámos os olhos em volta.
Tanto os gritos se marcaram que os rios se espelharam na corrente solta.
Tanto as palavras pousaram que se abriram as janelas.
Tanto o sossego se torturou que mordemos os caminhos e as sentinelas.
Os olhos voltaram na corrente solta das abertas janelas das sentinelas.
E nunca mais o sonho acordou por entre eles e elas.
Apenas ficou. Nas vozes e nas aguarelas.

9/18/2007  
Blogger tonsdeazul said...

Epa!! Calma rapariga!! :)
E não precisas de dizer mais nada, pois ficou tudo dito! :)

9/19/2007  
Blogger Utzi said...

Nelinha, pode ser de morrer no bom sentido e no mau! :) Beijinhos

Pedro branco, as tuas palavras, sim, abrem janelas... Beijo

Tonsdeazul, sim senhora, já me calei... sogadinha... Beijinhos :)

9/19/2007  
Blogger O Profeta said...

pgkrinluyelevHoje decidi recolher os sussurros da noite
Juntar em alquimia uma lágrima de alegria
Que meu coração recolheu dos teus olhos
E transformou em doce poesia


Boa semana

Mágico beijo

9/19/2007  
Blogger anamoris said...

A paixão é inebriante...
Beijos

9/19/2007  
Blogger Kristal said...

Beijo na face !
Muá !

9/20/2007  
Blogger Utzi said...

O profeta, bonito o que escreveste :) Beijo

Anamoris, é verdade :) Beijinhos

Kristal, um beijo também para si :)

9/20/2007  

Enviar um comentário

<< Home