quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Rasgo de vento

Hoje dói-me a certeza de não te ter,
E desatina-me a dúvida de não saber

Se algum dia te tive,

Ou se apenas passaste por mim
Por um breve momento,
Como um rasgo de vento,

Desvairado,

Livre e apaixonado,

Que não sabe permanecer.


Imagem retirada de http://olhares.aeiou.pt/

30 Comments:

Blogger Karina said...

Leste minha alma, por um acaso?
Vc conseguiu escrever o que eu passo horas a pensar.
Bom retorno!
Bjos

11/28/2007  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11/28/2007  
Blogger Carol Barcellos said...

É, vc acabou escrevendo meu pensamento...acho que até vou mandar pra ele esse poema. Deve causar alguma reação, é tão forte, e leve ao mesmo tempo!

Um beijo!

11/28/2007  
Blogger Diogo Ribeiro said...

Os sofredores, aparentemente, andam em sintonia. Um texto que me lembra um passado recente.

~Beijo.

11/28/2007  
Blogger Fi said...

Passei pelos mesmos sentimentos há muito pouco tempo (ou será melhor dizer que esses sentimentos passaram por mim?) mas parece que estou com sorte...

Espero que as coisas melhorem na tua vida Utzi!

Beijinh*s

11/28/2007  
Blogger Brain said...

Dear Cloud...
(gostei do novo nick)

Esquece as certezas,
Não te inquietes com as dúvidas,

Centra-te nos sentimentos,
Que sentiste!
Que provocaste!

O resto...
É o que foi. Nada mais.

Beijo.

PS: Fico a aguardar a tua prometida visita :) Estava triste, pois não tinha o teu e-mail para te avisar.

11/28/2007  
Blogger Francis said...

já passou, é o que interessa.
não te maces com isso.
deixa-te sogadita pá...

11/28/2007  
Blogger NeLiNhA said...

dúvidas que perduram quando perdemos um amor :| mas fica a lembrança e as boas memórias!!!!

11/28/2007  
Blogger Carol Barcellos said...

Ainda vais juntar todas as gotas de chuva e encadernar tua nuvem...

Então, muitos terão pedacinhos de nuvem na cabeceira para se lembrar da chuva antes de dormir.

Eu guardarei com todo carinho, e cristalizarei suas palavras na minha mente.

Beijos!!!

11/29/2007  
Blogger Maria João said...

Na vida quase tudo passa... olhando à volta encontro pouca coisa que tenha permanecido ao longo dos temporais da vida... mas aquilo que encontro, por entre escombros, que ai esteve todo o tempo, é aquilo que é realmente importante! Sò isso permanece e é isso que temos que procurar encontrar um dia! :)

Beijinhos, doce poetisa

11/29/2007  
Blogger Fallen Angel said...

Incertezas e dúvidas que, contudo, nos ajudam a conhecer(nos).. saberás a resposta.

11/29/2007  
Blogger David said...

Passado, presente...futuro. Revejo-me em todas as palavras. Não sei se me anime porque não sou o único ou se fique ainda mais triste pelo facto de existir mais alguém que passou por um sentimento que não é possível de descrever por inteiro nas palavras... Mas o vento não sopra apenas numa direcção...

11/29/2007  
Blogger Diogo Ribeiro said...

Bom fim de semana! :*

11/29/2007  
Blogger PavlovDoorman said...

Olha quem voltou a Menina Nuv..e... não consigo, é inato ver a menina e pensar em UTZI.

Que tudo do melhor se passe na sua vida pois por vezes merece...ups...

Beijo gande Menina Utzi

11/29/2007  
Blogger nuvem said...

Karina, há quem diga que eu tenho esse dom de ler as almas... :) Beijinhos

Carol, espero que ele goste :)
Fiquei tão enternecida ao ler essas palavras sobre os pedacinhos de nuvem na cabeceira... :) Obrigada, de coração. Beijinhos

Diogo, pois, todos forem por algo em comum... o Amor. Beijo

Fi, um beijinho para ti :)

Brain, prometido :) Beijinhos

Francis, ok, prontos atão.

Nelinha, claro que sim, guardamos sempre com ternura os bons momentos e o significado que aquela pessoa teve para nós um dia. Um beijinho

Maria João, sim, as coisas que permanecem são as que realmente importam. Mas eu acho que tudo o que passa por nós, nos deixa marcas mais ou menos profundas, e mesmo não permanecendo, acaba por encontrar maneira de estar presente na nossa história. Mil beijinhos

Fallen angel, claro que ajudam. Beijo

David, tens razão, o vento não sopra apenas numa direcção... Mas nós também não estamos sempre no mesmo lugar... :) Beijo

Pavlovdoorman, obrigada :) Mil beijinhos

11/29/2007  
Blogger Blue Velvet said...

Uau, que bom que voltáste!
Parece que conseguiste pôr em lindíssimas palavras situações e sentimentos por quais muitas de nós já passámos.
Como já escrevi, " se eu desaparecer serei só um cometa que cruzou a tua vida"?

Muitos beijinhos

11/29/2007  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Doi me tudo!

bjinho(gosto de te ter por aqui)

11/29/2007  
Blogger Joseph said...

Olá UTZI,
Bom dia,

Fico muito satisfeito por te saber de volta.
Estas dúvidas (que se mantêm ainda?!), tens que as arrumar de vez.
O poema é bonito, mas não é o poema que gostaria que postasses no teu regresso.
(A vida é um põe para trás das costas e tentar viver com alegria.)

Eu sei que falar não custa, mas já dei voltas dessas; falo de cátedra.

Obrigado pela visitinha ao meu blog. Volta sempre que puderes.

Um beijinho muito amigo

11/29/2007  
Blogger Joseph said...

UTZI,
desculpa
Voltei

Tens e.mail? Diz-me.

Bjinho

11/29/2007  
Blogger Lídia Amorim said...

escapa-se por entre os dedos...

11/29/2007  
Blogger Putty Cat said...

Querida Núvem :)

Feliz por te ver de volta!

Qto ao resto, há que guardar o melhor. Do que sobra, há que se fazer o luto.....

Beijinhos

putty

11/29/2007  
Anonymous Anónimo said...

Bom dia...
Pela primeira vez vim ao teu blog.
Adoro pemas.
os teus saem de dentro.
Admiro-te pelo pouco que te conheci.
Luta sempre pelo que desejas.
Nada mais fará sentido se não o fizeres.
Beijos ... luisa e Adry
Acho que deves saber quem são.

11/29/2007  
Blogger True colors said...

Ainda bem que voltaste!
O que dói mais? A certeza ou a incerteza?
bj grande!

11/29/2007  
Blogger nuvem said...

Blue velvet, é uma sensação algo estranha, não é?... Um beijinho

As velas ardem até ao fim, tudo??? :s oh diabo... Um beijo e um abraço não muito apertado, pa não doer :) Beijinhos

Joseph, não sou eu, é o sujeito poético ;) Beijo

Lídia, nem mais... Beijinhos

Putty, feliz por te ter a ti de volta também :) Beijinho

Luisa e Adry, obrigada pelas palavras... Beijos

True colors, como diz a Velas... Tudo! :) Beijinhos

11/29/2007  
Blogger nuvem said...

Errata para o Diogo: Eu queria escrever que todos sofrem por algo em comum... o Amor.

11/29/2007  
Blogger redordead said...

Como sempre deste palavras aos meus sentimentos...

11/29/2007  
Blogger Rain said...

Ainda que os sofredores possam andar em sintonia, como diz Diogo Ribeiro, andam sós, porque o sofrimento, a dor é só de quem a sente. E estamos sós nessa dor, nesse sofrimento. Completamente sós...

11/29/2007  
Blogger nuvem said...

Redordead, ou será que foste tu que deste sentimento às minhas palavras?... :) Um beijo

Rain, sem dúvida... Mil beijos

11/30/2007  
Blogger melgadoporto said...

Dúvidas!
Sempre existirão quando nos “afastamos”.
Mais que a dúvida, é a incerteza que fica.
Incerteza se tudo fizemos.
Incerteza se tudo fizeram.
Rasgos de vento, que nos rasgam.
Sem dúvida!
:)

11/30/2007  
Blogger tonsdeazul said...

Sim apenas passou por mim como um "rasgo de vento", porque não podia ficar...

12/11/2007  

Enviar um comentário

<< Home