segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Vejo-me a desarrumar-te



















Vejo-me a desarrumar-te.
A desordenar-te as ideias,
A desorientar-te o sentido
Do pulsar do sangue nas veias.
Primeiro a roupa, peça a peça,
Espalhada pelo chão.
Depois o cabelo,
Completamente desalinhado,
Puxado pela minha mão.
A seguir o corpo,
Suado, beijado,
Perfeitamente descontrolado,
A respiração urgente,
Sem esperas,
A voz sem nexo, já dormente...
E a alma, no fim.
Vou descompor-te por dentro,
Até deixares de saber quem eras
Antes de te perderes em mim.

Imagem retirada de olhares. aeiou.pt

38 Comments:

Blogger Francis said...

a vingança é uma coisa muito feia menina utzi...mau mau.

1/14/2008  
Blogger nuvem said...

Francis, achei mesmo piada a este teu comentário :) Beijo grande

1/14/2008  
Blogger Hyoma said...

Excelente.
Gostei muito destas palavras. Intensas a puxar o "véu" da sensualidade. Deixar assim alguém, tão desamparado, tão indefeso é terrível! Fora de si.

Perfeito.

***

1/14/2008  
Blogger nuvem said...

Hyoma, terrível, mas no bom sentido :) Obrigada. Beijo

1/14/2008  
Blogger Hyoma said...

Sim...
Tragicamente no bom sentido :)

***

1/14/2008  
Blogger Carol Barcellos said...

Uuuuuhhh, deu até calor, hahaha!

Menina, não dá idéia, nós mulheres já somos perigosas por natureza, ainda mais com uma dica dessas, coitadinhos do homens...tsc, tsc, tsc...

Gostei muito desse poder desorientá-lo até ele não saber mais quem era antes de...nós!

Beijos de cristal (cuidado pra não derreter)!

1/14/2008  
Blogger Mário Franco said...

Arrebatador para quem o faz,desejoso para que o recebe.
Ainda bem que ainda alguem é capaz de fazê-lo...e nem que seja só em palavras.

1/14/2008  
Blogger Blue Velvet said...

Ó Utzi, estás à espera de quê para publicar um livro com isto tudo?
Menina,a cada dia escreves coisas mais bonitas.
Hum...
Sabes que ainda ontem disse a alguém que me apetecia desarrumá-lo?
Avisa qundo o livro sair.
Quero ser a 1ª da fila dos autógrafos.
Já são 2 vernissages que tenho na manga.
Hehe

1/14/2008  
Blogger Nuno Tavares said...

Eu sei nuvem...eu sei. Este post é dedicado a mim, mas não referiste o meu nome porque não queres que ninguém saiba! :)
Continuo a utilizar as 2 palavras... Im Pressionante!

Beijinho

1/14/2008  
Blogger Romeu said...

Este comentário foi removido pelo autor.

1/14/2008  
Blogger Romeu said...

Encontrei-te. E agora? Vais desarrumar-me?

Gostei do texto. Virei visitar o teu blgo mais vezes.

1/14/2008  
Blogger Just an ordinary girl said...

Adorei! Fico sempre impressionada ctg, sempre que por aqui passo, Utzi!
Um beijo e muitos muitos parabéns!!

1/14/2008  
Blogger nuvem said...

Carol, acho que nós mulheres temos esses dois lados antagónicos que nos tornam fascinantes, a fragilidade, a delicadeza e a força, o poder :) Beijo

Mário franco, toda a gente é capaz de fazê-lo, se estiver apaixonada... :) Beijo

Blue velvet, minha querida, obrigada pelo carinho e pela força :) Prometo que se um dia esse livro sair, terás a minha letra em jeito de dedicatória na primeira página! Mil beijos

Nuno tavares, não sejas indiscreto... francamente... hehehe :) Beijo

Romeu, eu não me ponho para aqui a desarrumar toda a gente, vamos lá ver... :) Obrigada pela visita. Volta quando quiseres. Beijo

Fátima, gosto de te ver por cá, mesmo que seja raro.. :) Beijinhos e obrigada

1/14/2008  
Blogger Adriano Caroso said...

Uau! Perdi o fôlego!

1/15/2008  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Este teu texto é tão perfeito que à medida que leio as imagens saltam na minha cabeça.Adorei ver te desarrumada,

bjinho

1/15/2008  
Blogger nuvem said...

Adriano caroso, foi? Caramba, ainda vou presa por tentativa de homicídio por asfixia... hehehe :) Beijo

As velas ardem até ao fim, ainda bem que gostaste. O problema é a trabalheira que isto dá depois para arrumar tudo outra vez! :p Beijinhos

1/15/2008  
Blogger Sandro said...

Deve ser como que o roçar de um sonho, ser desarrumado assim...
Gostei muito. Da sensualidade, da urgência, da "raiva"...

Um beijo

1/15/2008  
Blogger nuvem said...

Sandro, obrigada pelas palavras :) Beijo

1/15/2008  
Blogger Francis said...

bom dia, sua desarrumadora.

1/15/2008  
Blogger nuvem said...

Francis, bom dia :) Já passo pelo teu estabelecimento a ver o que é o prato do dia... Já se almoçava qualquer coisita. Beijo

1/15/2008  
Blogger O Profeta said...

Brilhante poesia orvalhada de gotas de um arco-íris...



Saberás que a brisa afaga as folhas
Com toque invisível e terno
A terra reclama as tuas mãos
Na viagem da tarde, no sereno


Boa semana



Doce beijo

1/15/2008  
Blogger htsousa said...

Quando o desejo é profundo, nasce assim. Mas deste-lhe uma bela definição.

1/15/2008  
Anonymous nqdnsing said...

Só posso dizer que gostei muito!

Um beijo
Luís

1/15/2008  
Blogger Gaivota said...

O melhor elogio para os artistas, são as copias. Pois digo.te, tenho vontade de copiar este teu texto e assinar como se fosse meu.

Gostei muito, e fiquei estupidamente sem palavras para comentar.

[tenho mesmo vontade de o copiar...]

1/15/2008  
Blogger nuvem said...

O profeta, sempre poético :) Beijo

Htsousa, obrigada. Beijos

Nqdnsing, nem precisas de dizer mais nada :) Muito obrigada. Beijo

Gaivota, agradeço muito o elogio, fico lisonjeada. Espero que voltes para ler mais. Beijo

1/15/2008  
Blogger Jaime said...

É pá, nuvem, nunca te metas com o penteado de um homem. :-)

Tens andado felinamente feroz nos últimos poemas que li.

1/15/2008  
Blogger nuvem said...

Jaime, achas que corro perigo? hehehe :)

Gostei do felinamente feroz... Beijo

1/15/2008  
Blogger Nilson Barcelli said...

Mas que grande ameaça...
Não, o poema é excelente cara amiga. Gostei muito do modo e do tom da tua "ameaça"...
Beijinhos.

1/15/2008  
Blogger Joseph said...

Nuvem
Olá

Andei um pouco desaparecido, mas não foi por querer...

Não vou dizer mais nada a não ser:
SOBERBO!
(Gostei demais)..

Beijinho amigo*

1/16/2008  
Blogger Maria Laura said...

Pois é! Por vezes apetece mesmo tudo isso, mas é um bocadinho mauzinho...
Extremamente belo e sensual.

1/16/2008  
Blogger Lídia Amorim said...

ás vezes é preciso ter um gostinho de vingança :) sabe bem... :P

beijitux!

ps: sim sou eu no post "espelho", na voz, no texto e na foto :P

1/16/2008  
Blogger miak said...

Às vezes o desarrumar endireita algumas coisas.

1/16/2008  
Blogger nuvem said...

Nilson, obrigada estimado amigo. Um beijinho para ti :)

Joseph, ainda bem. Muito brigada, beijo :)

Maria laura, por vezes é bom ser mauzinho... :) Beijinhos

Lídia amorim, pois se és, os meus parabéns. Beijinhos


Miak, por antagónico que pareça, é bem verdade... :) Beijo

1/16/2008  
Anonymous Anónimo said...

" Eu tb fecho os olhos e consigo sentir essa tua doce e delicada Mao no meu Cabelo ... "

Sinto saudade de a sentir , preciso de a sentir !...

bjo doce do teu SEMPRE Homem de Ferro

1/17/2008  
Blogger Oliver Pickwick said...

Olho por olho; dente por dente. Só que escrito com suavidade de pluma. São tantas as variações do amor.
Beijos!

1/17/2008  
Blogger LNeves said...

Sabe sempre tão bem provocar desarrumação e ser desarrumada, não achas??

***MUAH***

1/18/2008  
Blogger Rain said...

Especialmente e sabiamente desarrumado tb o poema. Intenso.

1/19/2008  
Blogger nuvem said...

Oliver, com suavidade de pluma, que bonita imagem essa :) Obrigada pelas palavras. Beijo

Lneves, acho :) Beijinhos

Rain, obrigada :) Beijinhos

1/21/2008  

Enviar um comentário

<< Home