sábado, 8 de março de 2008

Fala comigo

















Fala comigo.
Peço-te, fala comigo...
Preciso de te ouvir,
Nem que seja a dormir...
Não precisas de dizer muito,
Diz-me apenas qualquer coisa...
Ou então não digas nada,
Mas - não digas - só para mim!
Eu prometo ouvir calada,
Sei que tu és mesmo assim...


Imagem retirada de olhares.aeiou.pt

23 Comments:

Blogger Narrador said...

Pequeno. Simples. Compacto. Mas que transmite de uma forma eloquente a necessidade das palavras...uma vez mais. Excelente.

Beijos daqui do Lar.

3/08/2008  
Blogger Nuno Tavares said...

Nuvem... como é que sabes que eu sou assim? :)
Tá lindo. Beijinho

3/08/2008  
Blogger Nostálgica said...

Uma palavra ás vezes faz logo a diferença.
Um bjnho.

3/08/2008  
Blogger Maria Laura said...

Um pedido irresistível, feito dessa forma tão bela!

3/08/2008  
Blogger Ana said...

Minha querida,
QUE APELO ESTE!!!Impossivel não ser ouvido!

Beijinho minha querida,:)*

3/08/2008  
Blogger Carol Barcellos said...

Yeeeeeyy, sou a primeira!!! Uhuuuu!!!
Bem, Nuvem querida, como sempre, teu poema está com uma beleza celestial, hahaha, não é para menos...
Eu sinto essas palavras que vc escreveu geralmente à noite, qdo vou dormir, e olho pro meu celular ali, tão paradinho, e penso: Fala comigo!!!
A parte do não dizer nada, prefiro que seja pessoalmente, mas nem pude mais ter o privilégio de olhar nos olhos dele...
Teus poemas sempre me entregam, hahaha...vc é poderosa!

Beijocas doces cristalizadas, minhas querida, e um excelente fim de semana!!! :o*

3/08/2008  
Blogger NeLiNhA said...

às vezes queremos apenas ser aquela pessoa que recebe uma atenção especial...

3/08/2008  
Blogger Donagata said...

Vou-me repetir, linda nuvem, mas é absolutamente inevitável...
Já percebi que escrever lhe é tão urgente quanto o respirar e que as palavras lhe surgem como quem expira o ar. E depois, vimos nós para as sorver e inalar e saborear e, sem pudores de qualquer espécie, nos apoderamos delas para nosso prazer.
Um beijo grande.

3/09/2008  
Blogger Mr. X said...

nuvem, deixas-me/nos com um brilho nos olhos. Obrigado :)

3/09/2008  
Blogger Carol Barcellos said...

ih, já vi que não fui a primeira. Me esqueci que os comentários ficam guardadinhos até vc liberar, dãããã...
De qualquer forma, desejo-te novamente um excelente fim de semana...
Beijos doces cristalizados!!! :o*

3/09/2008  
Blogger Joseph said...

Nuvem
Olá

Mas que beleza de poema...
Pequeno em tamanho,
mas tão grande na ansiedade de um pedido... quase desesperado.

Amei.

Dá uma voltinha no meu canto. Também gosto de te ver por lá.

Resto de bom Domingo.

Beijos ternos com carinho.**

3/09/2008  
Blogger Maria João said...

Palavras ditas ao ouvido... palavras ditas para que só os sonhos possam ouvir! ;)

3/09/2008  
Blogger Carol said...

Eu vivo de palavras e quando não as ouço ou não as sinto, sinto-me morrer.
Identifiquei-me tremendamente com este teu poema...

3/09/2008  
Blogger Dawa said...

Vim desejar boa semana!

Beijinho grande, querida!

3/09/2008  
Blogger Alias said...

Palavras...
Francamente ás vezes só atrapalham aquilo que o corpo quer dizer.
Beijo

3/10/2008  
Blogger Sam said...

Muito lindo minha querida nuvem, impossível resistir a um apelo como este.

Beijos e uma ótima semana!

3/10/2008  
Blogger Edu said...

O pior é que quando o apelo chegar e ele quiser falar, tu podes já não querer ouvir. As vezes é assim os silençios de um andam desencontrados com as palavras do outro.
Lindo como sempre.

3/10/2008  
Blogger nuvem said...

Narrador, obrigada :) Beijo para ti e para a Dona Josefina.

Nuno tavares, tenho um dedo que adivinha :) Beijo

Nostalica, obrigada pelas palavras deixadas, beijinho :)

Maria laura, achas? :) Obrigada, beijinho

Ana, és um amor :) Obrigada! Beijinhos

Carol linda, não és a primeira, mas és a coisa mais fofa que há! :) Mil beijinhos

Nelinha, às vezes... :) Beijinhos

Donagata, conseguiu descrever-me a alma na perfeição... Afinal não sou a única com jeitinho para as palavras... Mil beijinhos

Mr.x, obrigada eu, por essas palavras... Muito obrigada. Beijos

Joseph, vou passar por lá, prometo. Beijos

Maria joão, há palavras que só podemos mesmo ouvir em sonhos... :) Beijinhos

Carol, fico feliz por teres gostado. Um beijo grande :)

Dawa, uma excelente semana também para ti, querida :) Beijinhos

Alias, por vezes também acontece... :) Beijos

Sam, obrigada. Beijinhos :)

Edu, também é verdade... E como são dolorosos esses desencontros... Beijos e obrigada :)

3/10/2008  
Blogger Francis said...

mas então...não tinhas esquecido ?

3/10/2008  
Blogger Oliver Pickwick said...

Ilustra muito bem, com os seus versos, os aspectos mais particulares do amor, querida Utzi. Neste texto, atributos essenciais como orgulho e auto-estima são nulos em nome deste sentimento-mestre que é o amor.
Beijos!

P.S.: Por outro lado, se esta circunstância fosse real, querida
Nuvem - e se este cara insistisse em não falar -, teria o maior prazer em emprestar-lhe um par de luvas de boxe e um manual escrito pelo Mike Tyson.

3/12/2008  
Blogger LNeves said...

:( compreendo-te...

"Eu sei que tu és memso assim"

Quando se conhece alguem e aceitamos o que ele é...

***MUAH***

3/12/2008  
Blogger Maria João said...

Sabes que a primeira vez que o meu amor me falou de amor foi ao ouvido, aos meus sonhos? A parte menos romantica é que iamos de carro, de noite, me deu o soninho e adormeci... :)

3/12/2008  
Blogger Blue Dreams said...

Lembra-te das varias vezes que te falou, e no fundo, bem la no fundo sentiras como estando presente. Responde. Diz tuqo o que sentires necessidade, ate um dia ja nao a sentires

3/27/2008  

Enviar um comentário

<< Home