quinta-feira, 24 de abril de 2008

Os nossos caminhos


Acho que os nossos caminhos algures se perderam...
Talvez nunca se tenham sequer tocado,

Talvez tenhamos apenas caminhado

Sem nos vermos, lado a lado,

Guiados por passos que de nós se esqueceram,

Ao sabor de ventos que se morreram,

Procurando um destino inalcançado...

Sem que algum dia nos tenhamos verdadeiramente encontrado.


Imagem retirada de algum recanto esquecido...

13 Comments:

Blogger Xisko the kid said...

Acontece tantas vezes, é uma pena.

4/24/2008  
Blogger Roderick said...

Bem...
Eu já fui várias vezes ao porto.
Para a próxima vou estar atento.
;-)

4/24/2008  
Blogger Romeu said...

A vida é feita de encontros e desencontros...

Kiss

4/24/2008  
Blogger zé manel said...

Triste quando caminhamos com alguém que não nos vê...


Gosto do que escreves.
Obrigado

4/25/2008  
Blogger Narrador said...

No entanto...poderiam ter-se cruzado. Assim...como se separaram...é inevitável....Como tu...

Beijo pela madrugada fora...

4/25/2008  
Blogger Perla said...

Às vezes vai-se caminhando com a quase certeza de que se tem alguém que é companheiro de viagem, e chegamos à conclusão de que esse alguém ficou pelo caminho...

Bijo

4/25/2008  
Blogger Carol Barcellos said...

Já fiquei pensando muitas vezes se tinha acontecido isso no meu caso. Mas, mesmo que os caminhos não se cruzem no futuro, posso dizer que sim, verdadeiramente se tocaram no passado. Poema lindíssimo!!!

Beijocas doces cristalizadas, e um fim de semana super legal!!! ;o*

4/26/2008  
Blogger Joseph said...

Nuvem
Olá

O cruzamento de caminhos nas nossas vidas, encontrados ou desencontrados, é o que mais vezes acontece....

Espero encontrar-te... sem te procurar.
Um dia!

Beijos ternos, querida amiga.;)**

4/26/2008  
Blogger Oliver Pickwick said...

Olá, querida Nuvem, minha resmungona predileta!
As pessoas movem-se sobre os caminhos, é óbvio. No entanto, no territória do amor, por vezes os caminhos parecem mover-se cada vez mais e em direções opostas, ante pessoas estáticas.
Senso de observação acurado o seu.
Um beijo!

4/26/2008  
Blogger Nilson Barcelli said...

Quando não se vislumbram hipóteses de fundir os caminhos, essa postura é a melhor visão para o futuro.
Belo poema, como sempre.

Boa semana para ti.

Beijinhos.

4/27/2008  
Blogger Donagata said...

Lindíssimo, como sempre. São assim, os caminhos. Por vezes quando julgamos que caminhamos em sintonia, caminhamos apenas por perto. Contudo, nesse caminhar solitário, mais tarde ou mais cedo, com mais ou menos dor, iremos inevitavelmente sobrepor os nossos passos aos de alguém que irá ajudar-nos, dar-nos a mão, o afecto, o AMOR que nós merecemos. O destino (no qual, confesso, não creio lá muito), precisa sempre de um empurrãozinho, de uma predisposição nossa para o aceitar, para o mudar, para o torcer a nosso contento...
Um beijo do tamanho do seu talento e uma boa semana.

4/28/2008  
Blogger nuvem said...

Obrigada a todos.

Queria pedir-vos desculpa, pois não tenho tido tempo para dar a atenção que desejaria aos vossos espaços. Prometo que vos visitarei brevemente.

Mil beijos

4/28/2008  
Blogger Baraújo said...

há caminhos que quando menos se espera se cruzam. e há pesssoas que se cruzam vidas que se tocam. olhares que se dizem... caminhos da vida. ao qual devemos tar atentos.

beijo terno

4/30/2008  

Enviar um comentário

<< Home