quinta-feira, 3 de abril de 2008

Pergunto-me


















Pergunto-me se ela verdadeiramente te conhece,

Se, como eu, alguma vez
Viu nos teus olhos a sombra perfeita
De mais um dia que anoitece.

Pergunto-me se ela sabe tocar-te,
Se os seus dedos, como os meus,
Fazem música no teu corpo,
Se os seus silêncios sabem cantar-te.

Pergunto-me se ela te abraça,
Se, como eu, se encosta ao teu peito,
E fala com o teu coração enquanto dormes,
Se o sossega com o seu jeito,
Para que sonhes tranquilo,
Para que não acordes.

Pergunto-me se ela te ama com loucura,
Como eu sempre te amei,
Se por ti vive sequer um segundo,
Se és para ela maior do que o mundo,
Se conseguiu dar-te, até hoje,
Tudo o que apenas num beijo eu te dei.

Imagem retirada de olhares.aeiou.pt

45 Comments:

Blogger Narrador said...

Pergunto-me se conheces o teu valor e se tens noção do mesmo?


Sweet Kiss dear Cloud!

4/03/2008  
Blogger Carol Barcellos said...

Querida, em primeiro lugar, elogiar o post anterior, com o poema "Morte", que vc escreveu do jeito mais lindo...a pessoa que se foi deixará saudades com certeza, e está descansando...

Quanto ao "Pergunto-me", é daqueles poemas que fazem a gente ganhar o dia. Belíssimo!!!

Respondo-te: ela não sabe fazer nada daquele jeito especial, e ele um dia saberá disso; um dia saberá que fez escolhas erradas...

Beijinhos doces cristalizados!!! :o*

4/03/2008  
Blogger MADRUGADA... said...

há quem julge o amor num desenho, ou numa simples roda viva.

Nunca se passará disto enquanto andarmos por dentro desse circulo roçando-nos em respostas.

O amor é isto, ou aquilo,
e vai-se vivendo fora dele
com ele dentro de nós.

Cumprimentos

4/03/2008  
Blogger Lenin aka JR said...

Não sei se existe um destinatário específico para este poema. Não sei se, existindo, esse destinatário terá conhecimento das palavras que lhe dedicas. Apenas posso dizer que, se estas palavras alguma vez fossem para mim, não seria capaz de as agradecer.

Beijos com lágrimas.
João

4/03/2008  
Blogger Maria Laura said...

Essas são perguntas que nos perseguem mas que convém evitar. O futuro está em nós.
O poema é muito belo.

4/03/2008  
Blogger Edu said...

bem que poema tão bonito, embora carregado de um sentimento que espero que te passe depressa, pois não é nada bom.
bju

4/03/2008  
Blogger Carol said...

Nuvem, antes de mais, quero dizer que a homenagem que fizeste no post anterior foi de uma sensibilidade e beleza extrema.

Esse alguém que partiu estará decerto contente com o que lhe escreveste e, podes acreditar, estará contigo sempre ainda que não fisicamente.

Hoje não me surpreendeste, porque sempre que te visito espero algo de maravilhoso, verdadeiro e sentido.

Parabéns, mais uma vez.

4/03/2008  
Blogger nuvem said...

Narrador, fico muito honrada com tamanho elogio... Acho que o valor que tenho é aquele que vocês, que me lêem, atribuem ao que eu escrevo, portanto, muito obrigada. Beijo

Carol, gosto do novo look :) Obrigada pelas palavras, sempre carregadas de ternura. Mil beijos

Madrugada, o amor é uma amálgama de coisas, tem mil cores, umas mais vibrantes, luminosas, outras mais escuras, tristes ou desconcertantes... é isso que faz dele o mais complexo e indefinível sentimento que existe. Beijo

João, um sincero obrigada pelas palavras... Beijo

Maria laura, e o futuro não é, também ele, feito da nossa vontade de responder a perguntas do passado e do presente?... Beijinhos

Edu, ainda bem que apreciaste. Beijos :)

Carol, muito obrigada pela generosidade das tuas palavras... Mil beijos :)

4/03/2008  
Blogger anamoris said...

Eu sei que és uma grande poetisa, não tenho dúvidas estou de acordo com o "narrador". Tens material para publicar a sério, minha linda podes ter um livro teu.

Beijos

4/03/2008  
Blogger Mr. X said...

Oi nuvem! :)
Como sempre tornas o nosso dia mais doce e agradável. Revejo-me nos teus poemas de tal forma que se soubesse escrever tão bem como tu, não mudaria absolutamente nada! MUITO BOM.
Beijos e Continua! tens uma legião de fãs aqui :)

4/03/2008  
Blogger nuvem said...

Anamoris, nem tenho palavras... Muito obrigada, mesmo. Beijinhos

Mr.x, quanta gentileza :) Muito obrigada. A minha maior alegria é saber que vocês apreciam o que eu escrevo. Beijos

4/03/2008  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Concordo c/ o Narrador : Tu és grande, muito grande!Uma verdadeira Mulher!Nunca te esqueças do teu valor.

um bjo

4/03/2008  
Blogger Auíri Au said...

Belas palavras

Belo espaço



beijos


luz

4/03/2008  
Blogger carteiro said...

As palavras são, como sempre, fortes... mais fortes que quaisquer palavras que me façam sentido sair neste comentário.
Então, como principal razão destas palavras, venho deixar-te um beijinho :)

4/03/2008  
Blogger Nuno Tavares said...

Está mais que claro que ela nao conhece nenhum desses pormenores...
O que escreves é bonito, mas o que sentes... deve ser LINDO!

Beijinho

4/03/2008  
Blogger YTMO said...

Não pode conhecer-te como tu, porque há algo que ficou contigo e que jamais alguém irá conhecer.
Não tenho razão?

4/03/2008  
Blogger Nilson Barcelli said...

A resposta é não.
Vinte vezes não...
E vinte vezes te digo que este poema é uma delícia, apesar das coisas menos boas que dele transpiram.

Beijinhos

4/03/2008  
Blogger Donagata said...

Como habitualmente fiquei suspensa destas palavras brilhantes, desta dor feita beleza, deste desencanto feito poema.
Um beijo muito sentido.

4/04/2008  
Blogger tonsdeazul said...

Tantas questões que poderão não ter resposta um dia...
Sim tudo será diferente agora e há respostas que é melhor nem saber!

4/04/2008  
Blogger BaBy_BoY_sWiM said...

Nao tenho palavras para tais palavras... Estou encantado...

4/04/2008  
Blogger Brain said...

Dear Cloud,

Pergunto-me MUITAS vezes,
Se Alguém,
Tem a capacidade de REALMENTE apreender,
O tudo e o tanto que de nós,
Lhe entregamos.

É! Pergunto-me!

Mais um EXCELENTE teu!

Um Beijo meu.

4/04/2008  
Blogger melgadoporto said...

As tuas palavras levam sempre longe o pensamento.
As interrogações confundem-se com as minhas.
“Tudo o que apenas num beijo eu lhe dei” e a que
foi capaz de renunciar… por nada!
:(

4/04/2008  
Blogger Joaquim Amândio Santos said...

a questão que pulula na profundidade do desejo.

eis que se ergue frémita na contundência da lembrança!

4/04/2008  
Blogger Blue Velvet said...

Querida Nuvem,
belíssimo epitáfio para esse alguém que se foi antes de tempo.

Quanto a este poema, já desisti há muito de saber se o que escreves tem a ver com o teu estado de espírito.
Espero que não.
Desejo que não.
Mas não é por isso que o que escreves é menos belo.
Com oscilações entre Florbela e Maria Teresa Horta, conseguiste encontrar um nicho onde só cabe uma Nuvem.
A tua.
Beijinhos, veludinhos e bom fim-de-semana

4/05/2008  
Blogger antonio said...

A tua voz chega a qualquer coração adormecido, temo por tudo aquilo que apenas num [teu] beijo se resuma.

4/05/2008  
Blogger OLHAR VAGABUNDO said...

sempre as perguntas...
beijo vagabundo

4/05/2008  
Blogger LNeves said...

Raios parto os homens... p*** que os p**** a todos...!!!!

***MUAH***

4/05/2008  
Blogger Annerita said...

Simplesmente maravilhoso querida Nuvem... Já fiz essas perguntas e a resposta foi "- Não, mas acontece que..." Machucou, mas um bom curativo curou. Hoje é uma cicatriz. Beijos de água para você porque chove ainda em Goiânia, no coração do Brasil.

4/05/2008  
Blogger Spectrum said...

Bem, confesso antes de tudo que é um prazer reencontrar o teu espaço.
Questionas-te, e provavelmente não existem respostas certas, mas as nossas escolhas acabam sempre por ter um retorno. Quem sabe, um dia, ele entenda que esdcolheu mal? Quem sabe ainda se nessa altura já é tarde?
É um prazer ler-te.
Um beijo

4/05/2008  
Blogger Kristal said...

Não, definitivamente.

4/06/2008  
Blogger Blue Velvet said...

Amiga,
tens um miminho lá no veludinho.
É só o que tenho para dar, por agora, porque já tens tudo.
Bom Domingo
Beijinhos e veludinhos

4/06/2008  
Blogger Joseph said...

Nuvem
Olá

MORTE: Paz à alma de quem partiu.

PERGUNTO-ME

Vou ser muito sincero.
Posso já ter dito coisas muito bonitas àcerca dos poemas que colocas e do quanto eu gosto de te ler... e, às vezes, tentar compreender.
Sei que há um poema atrazado que me deleitava.

Mas este.
Este PERGUNTO-ME, é soberbo.
É lindo demais.
...Que hora bonita aproveitaste para o elaborar.

"
Pergunto-me se ela te abraça,
Se, como eu, se encosta ao teu peito,
E fala com o teu coração enquanto dormes,"

Não sei dizer, hoje, mais nada...

Beijos ternos, querida amiga;)**

4/06/2008  
Blogger Friendlyone said...

Muito bonito. To começando a te ler hoje... Se tudo aqui for bom como isto, o que sinceramente acredito...

Há braços!
:-)))

4/06/2008  
Blogger JoaoR said...

Muito bem estruturado.

A triste sina dos Ciúmes e dos Porquês!

4/06/2008  
Blogger Alias said...

Seguramente que não!
Porque o teu toque, é isso mesmo... só teu.

Beijos

4/07/2008  
Blogger nuvem said...

As velas ardem até ao fim, sou o sou... apenas e só. Beijinhos e obrigada minha querida :)

Auíri au, obrigada pela visita e pelas palavras deixadas. Espero que voltes para ler mais. Beijo

Carteiro, andas desaparecido, amigo... Espero que por bons motivos. Beijo e obrigada :)

Nuno tavares, ainda bem que gostaste. Um beijo e obrigada pelas palavras :)

Ytmo, ainda que te tenhas enganado aí algures, acho que sim, tens razão. Beijos

Nilson, vindo de ti, o elogio é uma verdadeira honra. Obrigada :) Beijos

Donagata, como sempre demasiado gentil... Obrigada, de coração. Beijinhos

Tonsdeazul, também acho, há respostas que não devemos conhecer jamais... Beijos

Baby_boy_swim, obrigada... Muito obrigada. Beijos

Brain, é uma pergunta pertinente, sem dúvida, caro amigo... Também não sei responder-lhe. Talvez um dia. Beijos

Melgadoporto... Estamos em sintonia, pelos vistos... Beijo

Joaquim amândio dos santos, obrigada pela visita e pelo comentário deixado, o primeiro de muitos, espero. Beijo

Blue velvet, tu deixas-me sem palavras... Olha que não se faz! Se eu não escrever nada nos próximos dias a culpa é tua! :) Obrigada querida, obrigada mesmo. Beijos

Antonio, muito obrigada pelas palavras... Espero lê-las por aqui mais vezes. Beijo

Olhar vagabundo, sempre... No dia em que as não tenha, deixo de escrever... Beijo

Ineves, pronto, também pode ser, mas achei que em poema ficava mais bonito... hehehe :) Beijos

Annerita, obrigada pelas palavras e pela sua doçura :) Beijos

spectrum, quem sabe... Mais perguntas... Beijo

Kristal, é bom ver-te por cá :) Mil beijos

Bluezinha, não encontro o teu miminho... Estou pitosga de certeza. Beijinhos, querida :)

Joseph, obrigada... Fico feliz com as tuas palavras. Beijinhos

Friendlyone, obrigada por esta primeira visita e pelo simpático comentário deixado. Volta sempre que quiseres. Beijo

Joaor, obrigada. É verdade, triste sina... Triste fado. E ninguém lhe foge, a todos toca a alma... Beijo

4/07/2008  
Blogger nuvem said...

Alias, desculpa, publiquei as minhas respostas antes de ver e publicar o teu comentário... Obrigada. Beijos

4/07/2008  
Blogger cm said...

erguer uma pergunta para ler nas sombras as respostas nunca confirmadas...ritmo de uma musica feita de palavras

4/07/2008  
Blogger Baraújo said...

talvez sim talvez não...

o importante mesmo é seres quem és... e nunca deixares de ser quem és só para agradar seja quem for, quem gostar de ti, gostará como a pessoa que és, sem máscaras, sem subterfúgios...

e para mim... do que te conheço... ÉS LINDA!

beijo terno

4/07/2008  
Blogger Blue Velvet said...

Querida Nuvem,
pois, não podias encontrar porque um estava lá, mas os outros estavam numa linha em branco, porque ia pôr os links e depois desisti.
Desculpa.
Em qualquer caso, tens lá à tua espera os Prémios:
Este blog não me sai da cabeça,
Esta Mulher faz Pensar e
O Abraço de Um Ursinho.
Beijinhos e veludinhos

4/07/2008  
Blogger Fi said...

O amor que tudo preenche...

Jok*s

4/10/2008  
Blogger nuvem said...

Cm, talvez na voz de Maria Betânia, que dizes? :) Beijo e obrigada pelas sempre gentis palavras.

Baraújo, nem sei o que dizer... Obrigada :) Beijos

Blue velvet, ok querida, vou lá roubá-los então :) Beijoquinhas

Fi, um beijinho :)

4/12/2008  
Anonymous Anónimo said...

Já passou algum tempo depois que o escreves-te.. mas como sabe bem ler estas palavras.. como é que este sentimento é tão igual ao pensamento que me passa vai no coração e me enche tristemente a alma..

8/07/2008  
Blogger nuvem said...

Anónimo/a? Conhecemo-nos?

8/07/2008  
Blogger Pezinhos na Areia said...

Hoje.. sinto estas palavras como minhas..
Hoje.. Revejo-me em todas as letras, em todas as pontuações por ti usadas..
Hoje.. sinto e penso aquilo que um dia sentiste e pensaste..
Hoje.. Pergunto-me

9/19/2008  

Enviar um comentário

<< Home