segunda-feira, 30 de junho de 2008

A tua ida



Já partiste. No entanto, ainda te sinto aqui. Vejo-te nos pequenos sinais que deixaste de ti. O maço vazio de cigarros que abandonaste em cima da mesa, o papel que embrulhava a prenda que me trouxeste de surpresa... O cheiro do teu perfume nos lençóis de algodão, os teus passos ainda marcados pelo chão... Recordo a tua voz, o teu riso, a tua gargalhada... A despedida, (mais) um último beijo, por fim a tua ida... Deixo-me cair com o peso da saudade já mais forte do que a minha própria vontade. Estou sozinha, despedaçada... E entrego-me à imensidão de silêncio que me embala o choro depois da porta estar fechada.


Video retirado do youtube: Rachel Yamagata - Reason Why

17 Comments:

Blogger PavlovDoorman said...

Como é bom ler as suas palavras de novo, e ao mesmo tempo triste.

A menina não merece fingir a dor que deveras sente, porque afinal é uma Poetiza rica na arte e doce no trato.

Beijinho Doce Utzi

P.S. Ainda bem que esclareceu a fonte do vídeo, tava quase a pensar no que seria...eheheh

7/01/2008  
Blogger BlueVelvet said...

Procurei-te e encontrei-te.
Tristinha, mas linda como sempre...
Beijinhos linda nuvem

7/01/2008  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Tanto sentimento!
um bjo

7/01/2008  
Blogger Joseph said...

Nuvem
Olá

Muito feliz com o teu regresso.

As partidas são sempre difíceis.
Agora que tudo acabou,e que dizes:

"Estou sozinha, despedaçada... E entrego-me à imensidão de silêncio que me embala o choro depois da porta estar fechada."

Espero ver-te postar poemas mais alegres, poemas em que enfrentes a realidade, com esperança, com prazer, com amizade e com amor!

Beijinhos ternos;)**

7/01/2008  
Blogger An Jo said...

Ele foi, mas volta,não?

7/01/2008  
Blogger Reticências said...

Penso que o outro comentário não ficou…
Já tinha saudades de te ler :)

A imensidão de silêncio que segue as despedidas…
Gostei muito.


bj

7/02/2008  
Blogger rjl said...

...ui, ui....

7/02/2008  
Blogger Baraújo said...

a saudade, aquele eterno sentimento que nos acompanha lado a lado... no passeio da vida!
precisamos de aprender a lidar com ela, e cada um tem a sua forma por vezes sem qualquer forma.

beijo ternamente sentido.

força.

7/02/2008  
Blogger Carlos Ramos said...

No avesso de tudo encontramo-nos amargamente o desespero de um novo parto. Mesmo quando não damos por nada, mesmo quando nada valemos para nós e só queremos arder, já o mundo nos olha. Outro mundo mesmo que não queiramos espera-nos.

Bj

7/02/2008  
Blogger Heartbeat said...

Adoro ler-te amiguinha :) um beijo com saudade

http://me-and-my-heartbeats.blogspot.com/

7/02/2008  
Blogger vermelhinha said...

Partir requer coragem, mas voltar é mais dificil. Perde-se a confiança.

Um beijo da flor

7/03/2008  
Blogger Brain said...

Instantes,
Momentos,
Eternidades,
Que...
Não parece...
Mas acabam por passar!

Um Beijo meu

7/03/2008  
Blogger YTMO said...

...mais um belíssimo texto.

Bjs
YTMO

7/03/2008  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

tenho algures publicado em papel mais ou menos isto:

"há pessoas que teem medo quando a porta se fecha, eu não! eu sou ao contrário!eu tenho medo quando abro a porta, porque sei que tu nao estás para lá da porta"

lembrei-me desta passagem ao ler este texto,e gostei muito de ler...

beij

7/04/2008  
Blogger Donagata said...

Afinal tinha perdido este. Está fantástico.
Um beijo.

7/04/2008  
Blogger antonio said...

Quando se parte para não mais voltar, é indiferente se se deixa a porta aberta ou não. Talvez só no embalar do choro faça diferença.

7/07/2008  
Blogger "Connect1on" said...

lindo lindo lindo nuvem
delicio-me com o que escreves!
beijinho***

7/13/2008  

Enviar um comentário

<< Home