terça-feira, 28 de outubro de 2008

À noite


















À noite, os meus olhos iluminam a escuridão,
E o silêncio parte-se em mil pedaços ao toque na minha mão.

Então, escrevo,
E as minhas palavras ganham relevo,
E saem do papel,
E caminham pelo chão...

Imagem encontrada algures na net...

25 Comments:

Blogger PavlovDoorman said...

Vamos a ver se percebi bem.

1º a Menina tem olhos de safira.
2º a Menina tem uma voz tão aguda que até quebra o silêncio
3º a Menina tem uma fantasia qualquer com Geografia, pois as suas palavras ganham relevo
4º a Menina vê/viu muitos filmes da Disney para as palavras caminharem...

Beijinho

P.S. :P

10/28/2008  
Blogger Heartbeat said...

Maravilhoso, o que tu fazes com as palavras. Beijo

10/28/2008  
Blogger antonio - o implume said...

Caminham assim iluminadas na escuridão...

10/28/2008  
Blogger Donagata said...

As suas palavras têm sempre relevo e, no que me diz respeito, caminham através de mim, das minhas emoções, dos meus lábios e soltam-se, por vezes, na minha voz.

Belíssimas.

Beijos, beijos e mais beijos. Merece.

10/28/2008  
Blogger susana said...

Andei a perder poemas novos. Mas já os ganhei. Sei que também eram para mim, por isso li-os e sorri com eles.

10/29/2008  
Blogger nuvem said...

Pav, estou a ver que a sua imaginação é ainda maior que a minha! Beijo

Heartbeat, muito obrigada. Beijo

António, nem mais.

Donagata, e que sorte têm elas que assim seja, pois se eu lhes dou corpo, na sua voz ganham asas e voam... Mil beijos e obrigada... por tudo :)

Susana, isso de andar a perder poemas é uma chatice... Ainda que eles possam caminhar até casa pelos vistos hehehe :) Eu também tenho que actualizar as minhas leituras no teu blog... Beijinhos com saudades :)

10/29/2008  
Blogger melgadoporto said...

Palavras!
Constante desassossego.
Queremos descansar e elas não deixam.
Queremos escrever e elas não se revelam.
Quem são elas afinal, com tanto poder.
Um mistério estas “palavras”.
:-)

10/29/2008  
Anonymous Anónimo said...

Onde tu estas nao existe Escuridao .
Todos os outros sons se calam em absoluto Silêncio para q se possa ouvir a tua doce Melodia .
Tu nao escreves , Esculpes Obras de arte !
As tuas palavras sempre tiveram relevância para q as Lê .
Elas saem do papel pq sao livres e voam até ao coraçao de quem as Lê .
Apenas perduram no papel para q outros possam ter a Alegria de te Ler !

Beijo , A.B.

10/29/2008  
Blogger nuvem said...

Melgadoporto, as palavras são mesmo uma paixão! :)

A.B., acho que depois de ler as tuas palavras, as minhas saíram sorrateiramente pela janela :) Obrigada. Um beijo

10/29/2008  
Blogger fatima pb said...

Tão bonito!!!
(como sempre)


um beijo e o meu obrigada por (te)partilhares connosco

10/29/2008  
Blogger Karina said...

Palavras criam vida de tempos em tempos mesmo.
Bjinhos, Nuvem!

10/30/2008  
Blogger nuvem said...

Fatima, eu é que agradeço o teu carinho pelas minhas palavras. Beijinhos

Karina, sim, criam vida e também são capazes de a tirar... A sua força é incalculável. Beijinhos

10/30/2008  
Blogger Nelson Alexandre Soares said...

Mais uma bela passagem... =) A magia das palavras num exemplo digno. =)



Não tem de agradeçer a visita, voarei a qualquer brisa de memória curiosa que desperte a consciência...


Mais: sem segundas intenções, convido-a a visitar o meu blog agora, que postei um poema "quik made" mas que arrisco dizer que vai gostar...



Stay well

10/30/2008  
Blogger BlueVelvet said...

Não sei se é da hora, da imagem ou das tuas palavras, mas vejo as palavras caminharem pelo chão.
Lindo, sempre.
Muitos beijinhos

10/31/2008  
Blogger nuvem said...

Nelson, não tive oportunidade de ver o poema, mas prometo passar por lá com calma para o ler. Obrigada pelo simpático convite.

Bluevelvet... Ai que eu sou uma desnaturada... E mais não digo. Beijinhos :)

10/31/2008  
Blogger miak said...

É mais fácil escrever de noite. Os sentidos esão mais alertas.

10/31/2008  
Blogger dona do "stander" said...

E que belas palavras!
Perante estas, as minhas custam a sair, pois acho que não existem adjectivos suficientes, capazes de descrever a forma como sinto cada um dos teus poemas.
Ainda há pouco reli umas palavras lindas,que um dia caminharam só para mim :) .... que bom!

Beijo grande amiga uinda do meu coãxão!
nixe

10/31/2008  
Blogger Mr.Blonde said...

a noite... a minha queridissima amiga!!

O silêncio... a calma.. do respirar profundamente... a noite existe para isto!

Gostei obviamente do teu post! Parece homenagem à minha noite particular!

BJS*

10/31/2008  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

10/31/2008  
Blogger anamoris said...

Agora tens mais tempo para escrever, as noites são tão grandes.
Beijos

10/31/2008  
Blogger nuvem said...

Miak, acho que, quer o dia, quer a noite, têm os seus encantos e inspiram a minha escrita.

Nixe, que bom ver-te por aqui... :) Obrigada pelas palavras, amiga. Um beijo muito grande para ti *

A.B., depois de um pedido desses, fica difícil dizer que não... :) Beijinho

10/31/2008  
Blogger nuvem said...

Anamoris, é um facto :) Beijo

10/31/2008  
Blogger Miss Jones said...

faço das tuas.. as minhas palavras!

Parabés, tens um optimo blog *

10/31/2008  
Blogger nuvem said...

Miss jones, obrigada pela visita e pelo simpático comentário.

10/31/2008  
Blogger Carol Barcellos said...

Muitas vezes são assim nossas palavras: sorrateiras, caminhando na escuridão da noite, sem querer ser vistas, sinceras e secretas...
Obrigada por não esconder tuas palavras secretas, e compartilhar a beleza delas conosco!!!

Beijinhos doces cristalizados!!! :o*

10/31/2008  

Enviar um comentário

<< Home