terça-feira, 20 de janeiro de 2009

É o mar


É o mar,
Sempre o mar,
Que me traz notícias tuas.

É nas suas ondas nuas

Que te encontro, meu amor...

É na sua espuma branca

Que a meus pés se morre em flor,

Que te beijo...

É no seu olhar r
ebelde e triste,
Que te vejo...

Como tu nunca me viste.






Imagem retirada de www.olhares.aeiou.pt

Etiquetas:

12 Comments:

Blogger XR said...

O Mar é sempre algo que desperta a fantasia, impulsiona a escrita, hipnótico e fascinante ... (tive o prazer de participar num desafio de escrita exactamente com o Mar como tema, foi um voo de imaginação incomparável)

1/20/2009  
Blogger Amor amor said...

A paixão dos portugueses é o mar, e como ele é lindo mesmo! Os teus 3útlimos versos me pegaram desprevenida. Como sempre, teus poemas são escritos em ordem crescente, perfeitos, perfeitos...

Beijocas doces cristalizadas!!! :o*

1/20/2009  
Blogger Peregrina said...

Muito bonito :)

1/20/2009  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

é o (a)Mar!Não sei qual dos dois...

um bjo

1/20/2009  
Blogger Donagata said...

O mar! Um dos elementos que me faz sonhar!
E nestas palavras, voguei como quem se deixa cair nos braços da paixão!

Beijos salgados. Cada vez escreve palavras mais lindas...

1/21/2009  
Blogger Mar Arável said...

Na verdade relativa de todas as coisas

menos tu mar

que te respiro

1/21/2009  
Blogger nuvem said...

Xr, concordo inteiramente contigo, o mar é inspirador para a alma.

Amor amor, o meu convite para ler o teu blog expirou e não consigo lá ir nem de submarino! Manda-me outra vez, por favor... Beijinhos

Peregrina, obrigada e um beijinho!

As velas ardem até ao fim, é uma escolha difícil :) Beijinhos

Donagata, as suas palavras é que são cada vez mais gentis. Só posso agradecer e mandar-lhe um beijo do tamanho do meu coração :)

Mar Arável, lindas palavras. Obrigada.

1/21/2009  
Blogger Dona Gata said...

Olá boneca nebulosa! Se passar lá no meu cantinho tem um desafio que eu espero não se importe de aceitar.

Beijocas meladas. Já agora aproveitei para ler novamente este poema. É belíssimo...

1/22/2009  
Blogger Miguel Barroso said...

O mar espraia-se e espreguiça-se neste post



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

1/22/2009  
Blogger just me, an ordinary girl said...

Gostei muito,
como sempre gosto do que tu escreves.

Um beijo, daqueles que nem o mar leva..

1/22/2009  
Blogger Pedro Branco said...

Sim. Nunca amamos como o outro nos ama. Mas isso pode não ser um problema...

Continuas a surpreender-me com o que escreves, assim dessa forma, sabes?

1/25/2009  
Blogger nuvem said...

Dona Gata, a ver se tenho coragem de responder ao seu desafio... :) Um beijinho cheio de saudades

Miguel Barroso, obrigada pelas palavras deixadas :)

Fátima, gosto tanto das tuas visitas... :) Beijinhos

Pedro Branco, só posso agradecer com toda a minha humildade esse elogio, vindo ele de alguém que escreve como tu... Beijos

1/26/2009  

Enviar um comentário

<< Home