quinta-feira, 23 de abril de 2009

O teu nome



















Quando a noite chega, traz com ela o teu nome. E os teus olhos são os seus, que me olham em silêncio, enquanto ao meu lado se deita. E é nos seus lábios que encontro o beijo que não me deste. E são as suas mãos que me acariciam o rosto com a leveza das tuas, que hoje não me tocaram. E é nos seus dedos que entrelaço os meus, como se nesse gesto te enlaçasse a mim para sempre. Como se esse laço não pudesse desfazer-se ao amanhecer, quando a noite partir e com ela levar o teu nome...




Imagem retirada de http://olhares.aeiou.pt

12 Comments:

Blogger Amor amor said...

Há momentos em que realmente o tempo deveria parar por algumas horas. Já escrevi um poema sobre o que os relógios deveriam fazer, ao nosso comando, ou simplesmente, atendendo à nossa vontade.
Nessas horas, o pior de tudo é acordar, e abrir os olhos...

Beijinhos doces cristalizados!!! ;o)

4/23/2009  
Blogger Sonhador said...

O tempo... as horas... os dias... mesmo os segundos, para nós chega a ser uma eternidade... lutamos diariamente para poder mudar tudo um pouco para conseguirmos ser um pouco mais felizes...
pq temos tão pouco tempo para o Amor... e nos preocupamos tanto com outras coisas? Que não nossos sentimentos?
Tenha Bons Sonhos.

4/23/2009  
Blogger Donagata said...

A noite é o templo dos sonhos. Por vezes, difícil é acordar e ter que os deixar lá, nesse mundo só deles.

Beijos.

4/24/2009  
Blogger nuvem said...

Amor amor, temos que inventar um relógio desses que entram em pausa e fazem parar o mundo quando queremos... :) Beijinhos

Sonhador, bem verdade... Beijos

Donagata, eu ando sempre com um punhado deles no bolso... :) Beijinhos

4/24/2009  
Blogger orkide@ said...

A noite...
Simplesmente fantástico!!!

4/24/2009  
Blogger Sandra said...

adorei este teu cantinho...
revi-me nas tuas palavras. Vou voltar certamente

4/25/2009  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

o teu amor vai ser para sempre...estou a torcer por ti.

um bjo Utzi!

4/25/2009  
Blogger OUTONO said...

Perante muitas indefinições do que é prosa poética...o exemplo prático e SUBLIME dessa figura de estilo literário aqui versado.

Em silêncio li...e compreendi.

Beijo.

4/26/2009  
Blogger nuvem said...

Orkide@, obrigada :) Beijos

Sandra, assim o espero. Obrigada pelas palavras. Beijos

As velas ardem até ao fim... :) Um beijo enorme para ti

OUTONO, nem sei o que dizer... Só posso agradecer de coração. Um beijo

4/26/2009  
Blogger pin gente said...

será fácil esquecer um nome?

gostei... como gostei de te conhecer.
um abraço
luísa

4/26/2009  
Blogger nuvem said...

Luísa, o prazer foi recíproco. És uma pessoa meiga e delicada. Tens poesia na voz e no olhar. Beijinhos

4/26/2009  
Blogger Nuno Tavares said...

Esta lindo... :)
Beijinho

5/02/2009  

Enviar um comentário

<< Home