quarta-feira, 8 de julho de 2009

As tuas mãos



São as tuas mãos,
e as tuas mãos apenas,
o lugar onde me encontro,
o meu único aconchego.

Essas mãos,
conchas pequenas,
onde adormeço o eterno mar
do meu desassossego.

20 Comments:

Blogger pin gente said...

e porque não as tuas mãos na foto, nuvem?!

sim, é uma proposta! e nada velada... gosto de observar mãos, o seu movimento... a cadência dos gestos, de que resultam palavras. tenho as tuas num clic.

um beijo
luísa

7/09/2009  
Blogger nuvem said...

Pin gente, e porque não? Tenho que admitir que também eu gosto particularmente de observar mãos, transmitem muito sobre uma pessoa. Vou ficar à espera de ver esses clics todos... :) Beijinhos

7/09/2009  
Blogger Donagata said...

Tão simples e tão belo.
É das coisas que mais aprecio na sua poesia, Nuvem, a "aparente" singeleza das palavras que lhe brotam também com "aparente" facilidade e constroem estas pequenas pérolas...

7/09/2009  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

As minhas mãos são tão pequenitas...eu não sou um arranha céus sou mais um rés do chão...

Pavlov vai me matar…

bjos

7/09/2009  
Blogger nuvem said...

Donagata, ainda bem que gostou, fico feliz... E gosto muito de pérolas, são brancas e delicadas, por isso apraz-me a comparação. Muitos beijinhos meloso-pegajosos dos meus :)

As velas ardem até ao fim, mata nada, que ele é grande mas é bonzinho :) Beijinhos

7/09/2009  
Blogger Sávio Fernandes said...

Muito obrigado pelos teus comentários no meus blogue. És uma querida.
[De quem trata os sentimentos por tu não é de esperar outra coisa. (: ]
Bjs.

7/10/2009  
Blogger Joseph said...

Ruth,
Olá

E voltamos a com meia dúzia de palavras, fazer uma pequena poesia cheia de Amor....

Gostei. Gosto.

(Não sabia que os teus beijos eram meloso-pegajosos....Oh Deus!)

Beijinhos doces*****

7/10/2009  
Blogger nuvem said...

Sávio Fernandes, não tens nada que agradecer, é com muito gosto que visito o teu blog :) Beijos

Joseph, ah pois, ele há coisas que só um núcleo muito reservado de pessoas sabem... :) Beijinhos

7/10/2009  
Blogger Peregrina said...

Muito bom , como sempre. Simplicidade extremamente emotiva, com óptimas ilustrações, origina um resultado fabuloso!

Beijinho*

7/11/2009  
Blogger diana said...

"Essas mãos,
conchas pequenas,
onde adormeço o eterno mar
do meu desassossego."

Que doce. Perfeito.

7/11/2009  
Anonymous Patrícia said...

Muito bom mesmo! Adoro os teus poemas... beijos

7/11/2009  
Blogger Lídia Borges said...

Essa mãos, ponto de encontro, quietude desejada...
Muito bonito este poema


Um beijo

7/13/2009  
Blogger Putty Cat said...

...e não ia haver um 3º lançamento...?

:P

7/13/2009  
Blogger nuvem said...

Peregrina, obrigada. Ainda bem que gostaste. Beijos

Diana, obrigada pelo simpático comentário às minhas palavras. Beijos

Patrícia, és muito gentil... E as tuas visitas são sempre motivo de um sorriso, já que vens de propósito à nuvem e nem sequer tens blog... Já agora, como é que descobriste este cantinho? Obrigada e beijinhos

Lídia Borges, muito obrigada pelas palavras. Beijinhos

Putty Cat, e porque não foste a nenhum dos outros? Hum? Não perdoo, sou má, e só por isso não houve a 3ª apresentação. A culpada és tu :) Ficou para Setembro :p Beijinhos

7/13/2009  
Blogger Ai e Tal... said...

Olá miuda!!! Lembrei-me de dar aqui uma espreitadela!!!

Mais um livro???

***MUAH da LNeves***

7/14/2009  
Blogger nuvem said...

Ai e Tal, olha ela... :) Bem aparecida sejas! Mais um, não, este é o primeiro, oxalá haja mais um a seguir, sim :) Beijos

7/14/2009  
Anonymous Patrícia said...

hum sinceramente não me lembro como descobri o teu cantinho... gosto muito de poesia, e desde que aqui vim pela primeira vez não consigo deixar de cá vir, porque adoro a forma como escreves, identifico-me com muitos dos teus poemas, parece que descrevem exactamente aquilo que eu sinto!:)
um beijinho grande para ti

7/14/2009  
Blogger nuvem said...

Patrícia, fico feliz por gostares tanto do que escrevo. E ainda bem que descobriste este cantinho do céu, espero que voes sempre até aqui :) Beijos

7/14/2009  
Blogger susana said...

Já observaste o movimento das mãos na água? Não faz mal, o teu poema retrata-o bem.
Bj

7/31/2009  
Blogger nuvem said...

Susana, já observei, particularmente das minhas, e é realmente muito bonito :) Beijinhos, sereia...

7/31/2009  

Enviar um comentário

<< Home