domingo, 8 de novembro de 2009

Nota de autor

Não me perguntem o que quer dizer o poema. No dia em que eu tiver de o explicar, prefiro deixar de escrever. Explicar o poema é como arrancar as pétalas a uma flor; no final, já não há flor. A poesia não é para ser lida, a poesia é para ser sentida. E cada um é livre nesse jardim do sentir. A quem procura informação, aconselho vivamente um bom jornal.

14 Comments:

Blogger Alessandro said...

My thoughts exactly. É por isso que eu não respondo aos comentários aos poemas que escrevo. A poesia é para ser interpretada por quem a lê.

11/08/2009  
Blogger Pedro Branco said...

Acabas de dizer uma coisa que digo faz bastante tempo: no dia em que tiver de explicar o que escrevo deixaria de escrever.

Um beijo para ti!

11/08/2009  
Blogger Putty Cat said...

Onde é que eu assino?

11/09/2009  
Blogger eu, do alto do meu salto said...

Ora nem mais!

P.S. Desculpa amiga por há tanto tempo não passar por aqui, mas sabes que ultimamente ando numa roda viva!
'jinho grande mori ;)

11/09/2009  
Blogger Brain said...

lol
sério?

Naaahhh....
NINGUÉM pede isso!
Naaahhh....

Beijo Meu.

11/09/2009  
Blogger Melga do Porto said...

Fiquei “entristecido” com esta tua nota!
Nunca imaginaria que escrevesses, mesmo que assim pensasses.
Dizes e bem:
“A poesia não é para ser lida, a poesia é para ser sentida.”
Não a aprisiones num reduto de inibição.
Poesia é dialogo e partilha!
Assim penso…
:-)

11/09/2009  
Blogger nuvem said...

Melga do Porto, quem aprisiona a poesia é quem a lê procurando ver nela uma descrição do tipo "diário de bordo" do próprio autor. O que quis dizer com esta nota, é que a minha poesia sou eu, sim, mas mais do que isso, ela é cada um que a lê. Lamento ter-te entristecido, este post não se dirigia a ninguém em particular, muito menos a ti. Beijos

11/09/2009  
Blogger LORENZO MONSANTO said...

WTF?!?

:)

Explicar?
Detalhes?
Pormenores?

Eu nem sei explicar muito bem o que escrevo. Às vezes faço-o sem saber que faço...

Explicações é na escolinha, não?

11/09/2009  
Blogger José Rui Fernandes said...

Perante tantas opiniões, diria que nem tanto ao mar, nem tanto à terra...
No essencial concordo: a poesia não precisa ser explicada, ainda que por vezes nem todo o sentido se entenda de imediato!
Mas também nem toda a poesia tem a qualidade que nos permita ver nela arte, mais ou menos inteligível.
Mas aí estamos nós, enquanto leitores, no nosso direito de apreciar ou não determinado poema.
E não se espere sempre o que mais se lê nos blogues: "Que lindo, continua, estás muito bem"! Deveremos ser sinceros e com critério formular uma opinião válida!
É um pouco como na música, nem todos os que a apreciam, ou mesmo que a tocam, a sabem compor!
Nuvem, não estou a particularizar!
Neste blogue tenho lido muita poesia de boa qualidade, e aqui venho regularmente com grande prazer!

Um beijo,
José Rui

11/09/2009  
Blogger Amor amor said...

Não resisto: ao Alessandro que comentou primeiro eu digo que quando um autor de blog responde a um comentário, não é necessariamente para explicar o que quer dizer na poesia. Quando alguém nos lê, na maior parte das vezes faz comentários elogiosos, e às vezes até poéticos. Acho que bom tom responder, não para me explicar, mas para manter vivo um laço que invisível para muitos, mas não para todos.

Beijos doces cristalizados!!! :o)

11/10/2009  
Anonymous camarim 9 said...

Concordo.Tambem escrevo porque gosto e não me peçam para explicar,só sei sentir!
Bj.

11/10/2009  
Blogger susana said...

Obrigadinha, tá, ó poetisa! Então e nós os pobres que nos vemos em papos de aranha com os poemas. Aquilo vai de ler e reler até à exaustão e não há luz que se faça. Sabes como sabe bem alguém dizer-nos simplesmente o que queria dizer? Aquele prazer de dizer, finalmente, ahhhhhhhhhhhhhh!
Mas prontoSS. Os teus eu costumo perceber bem! E quando não perceber, pergunto-te em privado e se me dás um jornal atiro-te para a piscina!! Ehehe!
Beijocas

11/11/2009  
Blogger avlisjota said...

Entendo que a poesia como a arte em geral é a cristalização de uma ideia, é uma forma de expressão muito especial muito intima, feita de sentimentos, aptidões e comportamentos!

José M. Silva

11/11/2009  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

subscrevo na integra!

para isso existem os criticos.

gostei!

beij

11/29/2009  

Enviar um comentário

<< Home