quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

De tanto amar

tantas palavras desperdiçadas
tantas noites perdidas
tantas lágrimas choradas
tantas inúteis despedidas
tanto cansaço nas mãos
tantas doces memórias
tantos pedidos vãos
tantas tristes histórias
tantas amargas madrugadas
tantos versos sofridos
tantas palavras desperdiçadas
em poemas nunca lidos

13 Comments:

Blogger susana said...

Só me faltava agora dizeres que eu não leio os poemas. Leio, pois!
Beijo doce.

12/18/2009  
Blogger nuvem said...

Susana, eu sei que lês, amiga :) Mas por vezes escrevemos para quem não nos lê, talvez por não podermos conter as palavras que a voz vai silenciando... Beijinhos

12/18/2009  
Blogger Putty Cat said...

Lindissimo!

Beijo meu, menina

12/18/2009  
Blogger nuvem said...

Obrigada, Putty :) Beijinho

12/18/2009  
Blogger A.S. said...

Talvez um dia as palavras voltem a ser beijos.
Talvez que as ilhas digam sim ao mar
e se transformem no leito da noite, do desejo... do amor!


Beijos... BONS SONHOS.. e BOM NATAL

AL

12/19/2009  
Blogger nuvem said...

A.S., agradeço as palavras e retribuo os desejos de Boas Festas. Beijos

12/19/2009  
Blogger Melga do Porto said...

… tantos versos sofridos…
:-(

12/19/2009  
Blogger nuvem said...

Melga do Porto, um beijinho para ti :)

12/19/2009  
OpenID patiinhu said...

ahhhhhhhhhhh



esse eu li!



=)

12/20/2009  
Blogger Unknown Soldier said...

Espero que não me interpretes mal ou me julgues mais um convencido qualquer, pois, embora seja alguém desconhecido, “passei por aqui”, e como que indigitado pelo sentimento que me assolou, decidi deixar os pensamentos fluir, pois fizeste-os despertar em mim com a mágoa do teu coração. Por isso digo:

Não viver tormentos
Não ter rosas sem espinhos
Não sentir frio na tempestade
Não...Não...Não...
Eis a vida
A vida e o Amor
O Amor e a vida
Indissociáveis
Viver é tudo que sentimos
Amar é ser e estar mais além
É o etéreo
A chama por vezes fenece
Mas o carvão permanece incandescente
À espera, sempre à espera
Que o vento o alimente
Donde de novo a chama brotará

UnKnown Soldier

Para finalizar termino com esta bela citação que tudo resume:
"O prazer do amor é amar e sentirmo-nos mais felizes pela paixão que sentimos do que pela que inspiramos."

La Rochefoucauld, François

12/20/2009  
Blogger nuvem said...

patiinhu, obrigada pela visita e pelo simpático comentário deixado. Beijos

Unknown Soldier, ainda bem que as minhas palavras te inspiraram. Obrigada pela gentil partilha. Quanto à citação que fizeste, não posso estar mais de acordo. Beijos

12/20/2009  
Blogger Unknown Soldier said...

Fico Feliz por ver que compreendeste a minha singela intenção de partilhar “momentos” e palavras…vejo em ti uma óbvia fonte de inspiração…pois vives as emoções de que “falas” com alma e coração.
Espero que não te importes que continue a seguir a tua “Nuvem”.

12/21/2009  
Blogger Mika said...

O "tanto" é tantas vezes parco, para o que o "pouco" sugere.
Voltarei noutra nuvem que por aqui passe.
Abraço

Miguel

12/23/2009  

Enviar um comentário

<< Home