segunda-feira, 7 de junho de 2010

Todos os poemas são feitos de mar


Todos os poemas são feitos de mar.
E vento.

Todos os versos são espuma branca.
Flor de sal.

Nas mãos vazias do poeta,
acende-se, imenso, um areal.


Fotografia de Ilídio Pires

5 Comments:

Blogger XR said...

Nas tuas mãos se acende areal
nas minhas se rasga cor
tecem-se histórias sonhadas
pintam-se momentos vividos
entre a alegria e a dor

Um vento enfuna as velas
e o barco navega a eito
no mar dos teus poemas
à sombra do meu arco-íris
em sonho de palavras feito

De cima, sossegada, a nuvem
ouve cochichos de andorinhas
segredos de portas escondidas
e de rotas esquecidas
entre as tuas cores e as minhas...

--§§§--
Beijinhos, Nuvem :)

6/07/2010  
Blogger Moon said...

E o poeta lança um lamento em cada grão de areia...
Sempre lindos os teus versos!

6/08/2010  
Blogger pin gente said...

talvez por sermos grão.

beijo

6/09/2010  
Blogger nuvem said...

XR, que bom ver-te por aqui... :) Beijos

Moon, obrigada, querida amiga. Mil beijos :)

pin gente, beijos e obrigada pelas sempre doces palavras...

6/14/2010  
Blogger just me, an ordinary girl said...

lindo...

10/06/2010  

Enviar um comentário

<< Home