domingo, 4 de julho de 2010

Revelação

Não está cá ninguém.
O pó dos dias ardidos cobriu tudo de negro.
O ar tornou-se irrespirável.

É tarde.

Percorri cem mundos para chegar até mim,
e afinal, já não está cá ninguém.

4 Comments:

Blogger Nilson Barcelli said...

Claro que está.
Tu é que não queres sentir...
Dá uma caiadela nesse negro e abre as janelas para respirar.
Bom domingo.
Beijos.

7/04/2010  
Blogger G... said...

Procura melhor.
Espreita no avesso!
às vezes escondemo-nos lá de nós próprias....

7/05/2010  
Blogger Melga do Porto said...

O ar pareceu-me familiar.
Tornado respirável num repente.
O tardio desvanecia-se.
Finalmente, regressava até mim.
Só não sei se para ficar.
:-)

7/08/2010  
Blogger soggyscheme said...

gostei deste teu post. coerente e bonito.

7/16/2010  

Enviar um comentário

<< Home