domingo, 9 de outubro de 2011

As palavras que eram tuas

As palavras que eram tuas
a voar desnorteadas,
à procura dos teus lábios,
por entre a multidão.
As palavras que eram tuas
de asas loucas, desvairadas,
sem destino nem razão.
As palavras que eram tuas
a cair como aves mortas,
dentro do meu coração.

4 Comments:

Blogger Maria said...

Um dia as palavras, essas palavras, voltarão a ganhar asas...

Beijo.
(foi bom ver-te)
:)

10/09/2011  
Blogger ruth ministro said...

Obrigada, Maria :) Também foi uma alegria, para mim, ter a tua companhia. Beijinhos

10/09/2011  
Blogger Carlos Ramos said...

As palavras sempre por dentro do corpo. O coração.

10/10/2011  
Blogger ruth ministro said...

Obrigada pela "visita" e pelas palavras deixadas, Carlos.

10/12/2011  

Publicar um comentário

<< Home