sábado, 3 de março de 2012

Quase

Por vezes o silêncio é
quase um mar tranquilo,
quase uma praia deserta,
quase um poema secreto,
e eu, nos seus braços,
quase sou feliz...
mas depois as palavras
e o murmúrio do vento,
e as memórias quase doces,
manchadas de sal e de tempo...

3 Comments:

Blogger Maria said...

São as memórias...
e depois as memórias, outra vez...

Beijo.

3/03/2012  
Blogger je suis...noir said...

Estava a ler e lembrei-me desta "nuvem":)

"A nuvem essa floriu apenas minutos
e quando olhei de novo ia-a o vento a varrer" Brecht

3/07/2012  
Blogger ruth ministro said...

Maria, e serão sempre elas, as memórias... Beijinhos

Je suis noir, obrigada por essa maravilhosa partilha... :) Beijos

4/10/2012  

Publicar um comentário

<< Home