terça-feira, 12 de junho de 2012

Eu e a noite

Sou só eu e a noite,
e as palavras que se escondem nas sombras,
que se amedrontam pela brancura do papel.
Sou só. Eu e a noite.
O poema não sabe, não lhe contem,
talvez ele surja, mais cedo ou mais tarde.

1 Comments:

Blogger je suis...noir said...

Shiuuuu!:)

6/13/2012  

Publicar um comentário

<< Home