sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Amor

Dir-te-ei que te amo
em cada verso, até
que apenas reste de mim
uma recordação,
uma imagem reflectida no
poema, do que fui.
Um dia serei silêncio.
Tu serás sempre a palavra.

1 Comments:

Blogger Pétala said...

Vês que é uma responsabilidade enorme entitular assim um poema. Mas ultrapassas sempre as expectativas. E não haveriam mais belas palavras para este poema! Perfeito!

12/31/2012  

Enviar um comentário

<< Home