quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Diz que disse

Disse-te, um dia, que um dia te diria o que disse o meu coração quando lhe disse o teu nome. Nesse dia, digo-te hoje, disse-me que os dias, por muitos dias que fossem, jamais iriam dizer qualquer outro nome. Desde esse dia é o teu nome que digo, sempre que digo o meu próprio nome.