sexta-feira, 17 de maio de 2013

A saber

Se um dia não me souberes,
sabe apenas isto:

por ti e só por ti fui inteiramente louca

todas as minhas palavras são precipícios
que começam no teu corpo,
todos os meus poemas são vertigens
que acabam na tua boca.

2 Comments:

Anonymous Suzana Martins said...

O seu blog na minha manhã de sábado foi um achado incrível. Navegar por suas páginas foi um reencontro.
Encontrei algumas metades minhas em suas palavras e viajei por letras que alegraram a minha alma.

Cada palavra escrita aqui invadiu o meu ser.

Abraços

5/18/2013  
Blogger ruth ministro said...

Muito obrigada pelas suas palavras, Suzana Martins.

Um beijo.

5/30/2013  

Publicar um comentário

<< Home