sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Sem título

é urgente partir em busca da
verdade, esgravatar a terra até
encontrar raízes sujar as mãos

só procurando se encontram as
palavras mais puras sementes

antes das chuvas depois do
silêncio iremos

é esse o instante em que
seremos

eu abro a porta se prometeres
não olhar para trás 

3 Comments:

Blogger Mar Arável said...

Não existem amanhãs sem memórias

Bj

2/27/2016  
Blogger Mar Arável said...

Tudo se move

cá estou na minha escarpa

Bj

2/27/2016  
Blogger Melga do Porto said...

verdade...palavra que hoje manche de iniquidade e abusos...palavra que deixou de ser o que era, verdade...já só é palavra verdade se por ela for de imediato assistida :-)
Beijo poetisa

3/16/2016  

Publicar um comentário

<< Home