terça-feira, 12 de julho de 2016

Fome

Sabes que a tua fome é insaciável
quando todas as palavras não te chegam

não há solução para a vida como
não há solução para a morte

querem fazer-te acreditar

mas tu sabes que a verdade existe
há-de nascer há-se escrever-se

uma ferida na pele do poema
um incêndio que tu ateaste
a arder-te nos versos

ainda não te disseram que tudo
começa e acaba na água
no fundo do mar no fundo do peito

não há solução para o amor como
não há solução para o mundo

querem fazer-te acreditar

mas tu sabes ouvir os rios que correm do silêncio até ao grito mais azul